Busca avançada
Ano de início
Entree

Sefer Yetsirah: a natureza da linguagem na criação do mundo e sua manutenção através do alfabeto hebraico

Resumo

Em lugar de a linguagem haver sido criada pelo homem, o misticismo Judaico acredita que o mundo e tudo o que nele existe foi criado e é mantido por Deus por meio da linguagem, especificamente através das infinitas combinações do alfabeto hebraico (as vinte e duas letras e os dez primeiros números). Dessa forma, todo o universo constitui-se em um fenômeno da linguagem. O presente texto discute a importância da linguagem e uma classe de metafísica do alfabeto hebraico, comparando distintas visões entre a tradição filosófica representada aqui pelos textos: Crátilo, de Platão e De Magistro, de Agostinho, pela tradição judaica, especificamente por meio de sua mística, o Sêfer Yetsiráh, de autoria desconhecida. Como parte da análise o texto apresenta, sobretudo, a teoria da linguagem de Gershom Scholem e a metafísica do alfabeto hebraico de Elias Lipiner, bem como uma aproximação à filosofia da linguagem por meio da visão mística judaica, mais especificamente da Cabaláh. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: