Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional da modulação dos miRNAs, miR-451 e miR-720, em linhagens celulares de tumores humanos

Processo: 12/23326-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Daniel Onofre Vidal
Beneficiário:Daniel Onofre Vidal
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Pesq. associados:André Lopes Carvalho ; Rui Manuel Vieira Reis
Bolsa(s) vinculada(s):14/00581-6 - Estudo funcional da modulação dos miRNAs, miR-451 e miR-720, em linhagens celulares de tumores humanos, BP.TT
13/16634-9 - Estudo funcional da modulação dos miRNAs, miR-451 e miR-720, em linhagens celulares de tumores humanos, BP.TT
Assunto(s):Oncologia  MicroRNAs  Neoplasias  Proliferação celular 

Resumo

Os microRNAs (miRNAs) compreendem uma classe de RNAs não codificantes (ncRNAs) que estão envolvidos na regulação da expressão gênica. Evidências apontam que os miRNAs podem atuar na inibição do processo ou parada prematura da tradução, na degradação da proteína ou também na degradação do mRNA alvo. Apesar de o mecanismo ainda não estar completamente elucidado, os miRNAs de fato desempenham funções importantes em uma série de processos biológicos celulares como desenvolvimento, proliferação, crescimento, apoptose e diferenciação celular. Diversos relatos têm demonstrado que os miRNAs têm um papel crucial no desenvolvimento de diversas doenças, incluindo o câncer. Em achados recentes, nós observamos que o miR-451 e o miR-720 apresentam expressão elevada em amostras de tecidos normais em relação a sua expressão em linhagens celulares tumorais. Além disso, o desenvolvimento de ensaios funcionais por meio da superexpressão destes miRNAs em linhagens celulares tumorais revelou a importância desses miRNAs no controle do mecanismo de proliferação dessas células. Evidências semelhantes podem ser observadas em miRNAs com característica de supressores tumorais. Para o miR-451 essa característica já está bem estabelecida na literatura. Por outro lado, para o miR-720 a literatura é controversa em relação a sua expressão diferencial em diferentes tipos tumorais sugerindo que a sua ação seja dependente do contexto celular, em alguns tecidos atuando como promotor tumoral e, em outros como supressor tumoral. Sendo assim, propomos neste projeto uma avaliação funcional abrangente do miR-451 e do miR-720 em linhagens celulares tumorais humanas. A avaliação funcional desses miRNAs e seus alvos gênicos nestas linhagens celulares tumorais pode contribuir para a compreensão da biologia do processo tumoral. Além disso, uma vez que a modulação de miRNAs parece ser uma estratégia promissora no tratamento do câncer, o presente estudo poderá contribuir para a identificação de novos alvos moleculares potenciais para o estabelecimento e direcionamento de novas estratégias terapêuticas no combate a essa doença. (AU)