Busca avançada
Ano de início
Entree

Níveis de carboidratos e lipídios em dietas para juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum) e turnover isotópico do carbono-13 e deutério-2

Resumo

A produção de tambaqui (Colossoma macropomum), assim como da maior parte dos organismos aquáticos, depende principalmente de alimentos artificiais, e a alimentação geralmente constitui a fração mais significativa nos custos operacionais. Isso torna os estudos sobre as exigências nutricionais das espécies aquáticas indispensáveis ao desenvolvimento da aquicultura. Neste contexto, pesquisas sobre o mecanismo digestivo e o destino dos produtos finais da digestão podem contribuir para a utilização de dietas com melhor custo-benefício, bem como beneficiar o estudo comparativo entre peixes tropicais. Dessa forma, a quantidade ideal de carboidratos e lipídios dietários com consequente redução do nível de proteína é uma perspectiva promissora para suprir a demanda energética em peixes e poupar a proteína da dieta para o crescimento. Assim, o projeto será realizado com juvenis de tambaqui em fase inicial de crescimento, e tem como objetivo obter informações sobre o desempenho produtivo, a composição corporal, o perfil metabólico e o turnover isotópico do carbono (´13C) e deutério (´2H) no músculo, no fígado e na gordura visceral em resposta a diferentes taxas carboidrato/lipídio das dietas, visando adequar suas exigências nutricionais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANDRE, L. C. G.; BUZOLLO, H.; NASCIMENTO, T. M. T.; NEIRA, L. M.; JOMORI, R. K.; CARNEIRO, D. J. Productive performance and digestibility in the initial growth phase of tambaqui (Colossoma macropomum) fed diets with different carbohydrate and lipid levels. AQUACULTURE REPORTS, v. 6, p. 28-34, MAY 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.