Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e expressão de genes relacionados à pigmentação floral em Utricularia (Lentibulariaceae) com abordagem evolutiva

Processo: 13/05144-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Vitor Fernandes Oliveira de Miranda
Beneficiário:Vitor Fernandes Oliveira de Miranda
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados:Jackson Antônio Marcondes de Souza ; Janete Apparecida Desidério ; Rogério Falleiros Carvalho
Assunto(s):Flores  Polinização  Antocianinas  Polimorfismo genético  Filogenia 

Resumo

As antocianinas são produzidas pela longa via de síntese dos flavonoides, a qual está relacionada primitivamente com a proteção contra radiação UV, mas que adquiriu ao longo da evolução novas funções como proteção contra herbívoros, patógenos e por fim a produção de pigmentos. Dada à relação da coloração da flor com a atração de polinizadores e o comportamento destes discriminando padrões florais (como tamanho, forma e cor), qualquer alteração na flor pode resultar na mudança do polinizador ou em seleção negativa do fenótipo floral. Essas transformações de cor de flor são facilmente mapeadas nas filogenias e podem ocorrer devido a mutações que impedem a tradução dos genes codificadores de enzimas importantes da via de síntese ou na supressão destes genes por fatores de transcrição. De qualquer modo, os efeitos destes dois mecanismos podem ser tanto deletérios quanto adaptativos para a evolução de determinados grupos. Em Utricularia o estado ancestral da cor das corolas é púrpuro ou lilás. A partir deste padrão plesiomórfico, tomando como base as filogenias propostas para o grupo, ocorreram diversas transformações independentes (homoplásticas) para flores amarelas e brancas. Além disso, neste gênero também ocorre polimorfismo intraespecífico, sendo um caso particular a espécie Utricularia amethystina, que apresenta flores púrpuras (mais frequentes), amarelas e brancas (mais raras). As antocianinas expressam cores do vermelho ao azul escuro, porém tanto a cor amarela quanto a branca podem surgir pela inativação ou supressão de algum dos genes da via de síntese, neste caso a cor resultante - amarelo ou branco - dependerá da localização na via de síntese do gene inativado. Nesse contexto, a presente proposta tem como objetivo principal investigar numa abordagem filogenética quatro genes (CHS, CHI, FLS e DFR) que podem estar relacionados à transição de cor de flores em Utricularia. Considerando-se que os padrões de coloração floral em Utricularia são similares para os demais gêneros Genlisea e Pinguicula, os resultados obtidos poderão ser extrapolados para a família Lentibulariaceae como um todo ou até mesmo para outros grupos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA, SAURA R.; PINHEIRO, DANIEL G.; PENHA, HELEN A.; PLACHNO, BARTOSZ J.; MICHAEL, TODD P.; MEER, ELLIOTT J.; MIRANDA, VITOR F. O.; VARANI, ALESSANDRO M. Intraspecific Variation within the Utricularia amethystina Species Morphotypes Based on Chloroplast Genomes. INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 20, n. 24 DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
PTACHNO, BARTOSZ J.; SWIATEK, PIOTR; ADAMEC, LUBOMIR; CARVALHO, SAMANTA; MIRANDA, VITOR F. O. The Trap Architecture of Utricularia multifida and Utricularia westonii (subg. Polypompholyx). FRONTIERS IN PLANT SCIENCE, v. 10, MAR 26 2019. Citações Web of Science: 1.
SILVA, SAURA R.; MICHAEL, TODD P.; MEER, ELLIOTT J.; PINHEIRO, DANIEL G.; VARANI, ALESSANDRO M.; MIRANDA, VITOR F. O. Comparative genomic analysis of &ITGenlisea&IT (corkscrew plants-Lentibulariaceae) chloroplast genomes reveals an increasing loss of the &ITndh&IT genes. PLoS One, v. 13, n. 1 JAN 2 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.