Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de valores & preferências de pacientes para a tomada de decisão sobre tromboprofilaxia durante a gravidez

Processo: 13/05165-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Luciane Cruz Lopes
Beneficiário:Luciane Cruz Lopes
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Cristiane de Cássia Bergamaschi ; Fernando de Sá Del Fiol ; Joyce Maria Annichino-Bizzacchi ; Silvio Barberato Filho ; Vânia Maris Morelli
Bolsa(s) vinculada(s):14/10538-0 - Avaliando valores e preferências de pacientes na tomada de decisão sobre trombo profilaxia durante a gravidez, BP.TT
14/10040-2 - Avaliando valores e preferências de pacientes na tomada de decisão sobre trombo profilaxia durante a gravidez, BP.TT
Assunto(s):Tromboembolia venosa  Anticoagulantes  Heparina de baixo peso molecular  Prognóstico  Gravidez 

Resumo

Antecedentes: Tromboembolismo venoso (TV) é causa importante de morbidade e mortalidade materna. O uso de profilaxia pré-parto com heparina de baixo peso molecular (HBPM) pode reduzir TV relacionado à gravidez; entretanto, a profilaxia é desconfortável e está associada a sangramentos obstétricos. Dada a incerteza das estimativas iniciais tanto para o risco de TV recorrente relacionado à gravidez quanto para os benefícios de HBPM pré-parto, o conhecimento sobre os valores e preferências de tratamento por parte das mulheres gestantes é crucial ao se fazer recomendações para a profilaxia da trombose. [Objetivo] O objetivo deste estudo é melhorar o gerenciamento de mulheres grávidas com histórico de TV determinando os valores e preferências de mulheres em idade fértil pela profilaxia de trombose durante a gravidez e seu desejo de aceitar os inconvenientes da profilaxia com HBPM para conseguir redução na recorrência dos eventos. [Método] Trata-se de estudo de entrevista transversal, multicêntrico que será desenvolvido em três locais em São Paulo (Conjunto Hospitalar de Sorocaba, Hospital São Paulo - UNIFESP e no Hospital de Clínicas da UNICAMP), nas Unidades de Trombose no Centro Médico da Universidade McMaster, St. Joseph's Hospital, em Hamilton, Canadá; e também em locais nos USA, Helsinki, Finlândia e Noruega. Serão incluídas mulheres com idade entre 18 a 45 anos, grávidas ou considerando engravidar com histórico de Trombose venosa profunda (TVP) ou Embolia pulmonar (EP) que estejam ponderando sobre trombo profilaxia para prevenir recorrência de TV pré-parto. Serão coletados dados sobre idade, nível educacional, estado da gravidez, número e características dos eventos prévios de tromboembolismo venoso, presença ou ausência de fatores de risco precipitantes, e experiência prévia com injeções de HBPM profilática. As pacientes também vão completar o cenário da vida real, seguido na ordem por cenários hipotéticos, escala visual analógica e exercícios probability trade off . As respostas serão checadas por um menu de revisão de consistências e perguntas sobre seu entendimento. [Desfechos]: A medida do resultado primário será a redução do limiar mínimo de risco de TV no exercício da versão probabilística técnica do limiar. Os resultados secundários incluirão: i. disposição das mulheres em usar a HBPM profilática; ii. disposição das mulheres em usar HBPM para cada um dos três cenários hipotéticos e iii. a qualidade de avaliações de vida ou utilidades para cada um dos cinco estados de saúde avaliados na escala visual analógica. [Análise] Será calculada a redução do limiar médio em TV no qual as mulheres estavam dispostas a aceitar o uso de HBPM, porcentagem de mulheres dispostas a usar HBPM profilática para cenários de "vida real" e para os três cenários hipotéticos. Esta proposta abordará algumas das limitações de estudos prévios deste campo. Há dois enfoques fundamentais para tomada de decisão "específica do paciente": (1) um procedimento holístico de escolha direta e (2) elicitação da utilidade de pacientes individuais seguida de análise de decisão "específica do paciente". O mérito específico dessas abordagens está em aberto e há poucos estudos dedicados a esta questão. Este estudo comparará decisões específicas do paciente feitas por meio dessas duas abordagens. Usando o enfoque de escolha direta, determinaremos os limiares de tratamento (probabilidade de tromboembolismo venoso na qual pacientes individuais escolhem usar profilaxia HBPM). Também será avaliada a utilidade dos pacientes para os principais desfechos relevantes usando uma escala visual analógica (avaliações de "termômetro de sentimentos"). Estes achados podem ajudar especialistas que escrevem diretrizes e guias terapêuticos para médicos e pacientes sobre a melhor maneira de cuidar de mulheres grávidas com histórico de trombose venosa. (AU)