Busca avançada
Ano de início
Entree

Transtornos reprodutivos causados por agentes infecciosos e parasitários em canis comerciais

Processo: 13/06993-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Gilson Hélio Toniollo
Beneficiário:Gilson Hélio Toniollo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados:Fabiana Ferreira de Souza ; João Pessoa Araújo Junior ; Katia Denise Saraiva Bresciani
Assunto(s):Doenças parasitárias em animais  Doenças infecciosas em animais  Morte fetal  Aborto animal  Cães 

Resumo

Enfermidades parasitárias e infecciosas podem ocasionar perdas embrionárias (abortamentos), assim como o nascimento de filhotes natimortos ou fracos. Infecções por Herpesvírus bovino, Neospora caninum, Toxoplasma gondii, Brucella spp e Leptospira spp são sabidamente conhecidas como agentes etiológicos causadores de transtornos reprodutivos em grandes animais. Na espécie canina, raramente, a morte fetal/abortamento e de recém-nascidos são relacionadas a esses agentes, pela escassez de informações. Portanto, o objetivo deste trabalho será investigar a ocorrência de doenças infecciosas e parasitárias em canis comerciais, da região de Ribeirão Preto, estado de São Paulo. Proprietários de canis comerciais serão entrevistados por meio da aplicação de questionário epidemiológico, dos quais serão colhidos o histórico clínico e reprodutivo de todos os animais. Serão colhidas amostras de sangue, suabe da mucosa vaginal, prepucial, oral, nasal, ocular e sêmen, feto/placenta (natimortos e mumificados). O material colhido será submetido às técnicas de reação em cadeia da polimerase (Polymerase Chain Reaction - PCR), soroneutralização, soroneutralização rápida, soroaglutinação e ELISA (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay), afim de diagnosticar o agente ou anticorpos contra Herpesvírus canino, Brucella canis, Neospora caninum, Toxoplasma gondii, Erlichia canis, Parvovírus canino tipo I e Leptospira spp. Os resultados obtidos nos exames laboratoriais serão confrontados aos dados colhidos pelo histórico clínico e reprodutivo, resultando em um levantamento epidemiológico para as doenças reprodutivas de maior ocorrência em canis comerciais. (AU)