Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação comparativa da suplementação de ácidos graxos saturados e insaturados sobre o desempenho produtivo, qualidade oocitária e embrionária, e metabolismo de vacas leiteiras no período de transição e início de lactação

Processo: 12/19049-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Francisco Palma Rennó
Beneficiário:Francisco Palma Rennó
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:José Esler de Freitas Júnior
Assunto(s):Reprodução animal  Saúde animal  Nutrição animal  Bovinocultura leiteira  Lactação animal  Estado nutricional  Suplementação alimentar  Ácidos graxos 

Resumo

O período de transição ou periparto em vacas leiteiras é o período de tempo compreendido das últimas três semanas anteriores ao parto até as três primeiras semanas de lactação. Esse período é considerado de grande importância no ciclo de produção de vacas leiteiras em função da ocorrência de variadas alterações no metabolismo e fisiologia do animal. Essas alterações, mediadas por respostas hormonais e metabólicas, são resultantes da modificação do estado fisiológico predominante, alternando de um estado gestante e não-lactante para outro não-gestante e lactante. Nesse cenário destaca-se que o animal apresenta-se em balanço energético negativo (BEN), decorrente da reduzida capacidade de ingestão de alimentos aliado a alta exigência nutricional causada pelo crescimento fetal e posteriormente elevada produção de leite. Diversos estudos têm demonstrado que as alterações metabólicas necessárias para minimizar o BEN são responsáveis pela diminuição da eficiência reprodutiva e redução da resposta imunológica dos animais. Dessa forma, como as gorduras possuem alto valor energético somado a uma reduzida perda energética durante seu metabolismo, a suplementação lipídica para vacas em transição, tem sido uma excelente estratégia nutricional para minimização do BEN e como consequência aumento da resposta produtiva, reprodutiva e saúde dos animais tratados. Somado a isso, estudos recentes comprovam que os ácidos graxos poli-insaturados, além do fator energético apresentadas também pelas fontes de gordura saturada, possuem efetiva capacidade regulatória de muitos sistemas metabólicos gerando melhoras principalmente na produção e composição do leite, e maior eficiência reprodutiva. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo avaliar os efeitos da suplementação comparativa de fonte de ácido graxo saturado e fonte de ácido graxo insaturado nas dietas de vacas leiteiras no período de transição e início de lactação sobre o desempenho produtivo, a qualidade oocitária e embrionária, e concentrações de metabólitos e hormônios plasmáticos. (AU)