Busca avançada
Ano de início
Entree

Algumas contribuições do paradigma de escolha para o trabalho de pessoas com deficiência intelectual

Processo: 13/01171-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Antonio Celso de Noronha Goyos
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Inclusão social  Deficiência intelectual 

Resumo

Realizar escolhas e aprender uma tarefa de trabalho são habilidades fundamentais para a inclusão social de indivíduos com deficiência intelectual (DI). Quatro adultos com DI aprenderam uma tarefa de trabalho com e sem um arranjo instrucional (AI). A tarefa consistia em montar capas de blocos de anotações. O AI desenvolvido para a tarefa, continha dispositivos para colocação de papel, fundo de capas de bloco de anotações e cola. Seu objetivo foi prover assistência imediata, aumentar ou manter a frequência do comportamento e prevenir erros na rotina da tarefa. O desempenho no trabalho foi avaliado como uma função de condições escolhidas. Após o ensino inicial, os participantes trabalharam individualmente tanto sob esquemas múltiplos, como sob esquemas concorrentes com encadeamento, de acordo com um delineamento de múltiplos elementos. Quando os esquemas múltiplos estavam em vigor, os componentes variavam de acordo com a presença ou ausência do AI, distribuídos de maneira semi-randômica. Sob esquemas concorrentes com encadeamento, os aprticipantes escolhiam ora entre condições sem e com AI (Fases 1 e 3), ora entre condições sem e com escolha (Fases 2 e 4). Os resultados mostraram que quando podiam escolher, as condições com arranjo e com escolha foram preferidas e o tempo e o número de erros para completar a tarefa diminuiu. Os resultados também sugerem que a oportunidade de realizar escolhas gerou mais motivação e independência no trabalho. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.