Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos do sistema agrícola itinerante sobre os solos de remanescente de Mata Atlântica com uso e ocupação por comunidades quilombolas no Vale do Ribeira (São Paulo, Brasil)

Processo: 12/17651-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Cristina Adams
Beneficiário:Cristina Adams
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Alexandre Antunes Ribeiro Filho ; Daniela Ianovali ; Danielle Albino ; Sidneide Manfredini ; Walter Alves Neves
Assunto(s):Pedologia  Agricultura itinerante  Quilombos  Vale do Ribeira (SP) 

Resumo

A natureza prístina florestas tropicais vem sendo questionada nas últimas décadas. Isto se deve à premissa de que o homem é parte essencial dos processos ecológicos. O sistema agrícola itinerante (SAI) praticado nas florestas tropicais faz parte desta dinâmica, mas sua sustentabilidade é motivo de debate. As populações quilombolas no Vale do Ribeira tradicionalmente praticam o SAI, influenciando na formação da paisagem da Mata Atlântica local há pelo menos 200 (?) anos. O objetivo geral deste estudo é avaliar os impactos do SAI quilombola sobre o compartimento solo e verificar se este compartimento apresenta processo conservativo ou de degradação, através de uma análise pedológica. Um estudo etnopedológico complementará o estudo, permitindo compreender as motivações destas comunidades por trás das práticas que possam estar levando à degradação ou conservação do solo. (AU)