Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação das instabilidades de disruptura através da injeção de pastilhas de impureza no tokamak TCABR

Processo: 00/03326-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2000 - 31 de maio de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física dos Fluídos, Física de Plasmas e Descargas Elétricas
Pesquisador responsável:Alvaro Vannucci
Beneficiário:Alvaro Vannucci
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):01/00401-8 - Investigação das instabilidades de disruptura através da injeção de pastilhas de impureza no Tokamak TCABR, BP.TT
01/00845-3 - Investigação das instabilidades de disruptura através da injeção de pastilhas de impureza no Tokamak TCABR, BP.TT
01/00979-0 - Investigação das instabilidades de disruptura através da injeção de pastilhas de impureza no Tokamak TCABR, BP.TT
Assunto(s):Tokamaks  Plasma (estados da matéria)  Raios X  Tomografia  Redes neurais 

Resumo

Pretende-se construir um injetor de pastilhas de impureza (pellets) para utilizá-lo na investigação dos mecanismos que desencadeiam as instabilidades de disruptura no tokamak TCABR do Instituto de Física da USP. A interação do plasma com pastilhas de impureza (boro, carbono, alumínio, tungstênio, etc.) provoca aumento local e súbito da concentração de íons de impurezas, acarretando forte dissipação da energia e podendo, muitas vezes, alterar o equilíbrio e a estabilidade da coluna de plasma. No tokamak TCABR, a interação do plasma com as pastilhas de impurezas deverá ser monitorada diretamente, em tempo real, através de dois conjuntos de detetores de raios-X de baixas energias, a serem instalados em duas câmaras de orifício. A intensidade da energia dissipada por radiação, durante as descargas de plasma, deverá também ser acompanhada por um detetor bolométrico para medir a potência total irradiada. Finalmente, redes neurais deverão ser utilizadas para se tentar prever quando uma disruptura irá ocorrer e, a partir daí, usar o injetor de pastilhas para se tentar interferir no processo disruptivo e, se possível, abortá-lo. (AU)