Busca avançada
Ano de início
Entree

Lesões hepáticas de bovinos intoxicados experimentalmente por Senecio brasiliensis (Compositae): estudo semi-quantitativo e quantitativo da matriz extracelular e das células sinusoidais

Resumo

Muitas plantas do gênero Senecio contêm alcalóides pirrolizidínicos (APs) que são fitotoxinas, principalmente hipatotóxicas, reconhecidas como causa de intoxicação em humanos e animais de criação. Baseado em modelos experimentais realizados com o objetivo de estudar os componentes da matriz extracelular (MEC) normal e suas alterações nos processos regenerativos e cirróticos, pretende-se realizar um modelo experimental de intoxicação por S. brasiliensis e conseqüente hepatopatia crônica em bovinos. Serão utilizados 5 bovinos, de 6 meses, que receberão S. brasiliensis, via oral, em doses diárias de 0,5g/kg durante 60 dias. Serão realizadas biópsias hepáticas e colheita de sangue antes do início do experimento e a cada 15 dias. Será feito estudo morfométrico das células sinusoidais e da matriz extracelular hepática, antes, durante e após a indução da lesão. As biópsias hepáticas serão avaliadas através de microscopia óptica, eletrônica e técnicas apropriadas de imuno-histoquímica. Exames bioquímicos serão realizados com as amostras de sangue para avaliar a função hepática. (AU)