Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação técnica, econômica e socioambiental da atividade artesanal no quilombo de Ivaporunduva, Vale do Ribeira (SP)

Resumo

Ao lado dos significativos recursos naturais e diversidade biológica local, as populações tradicionais do Vale do Ribeira - quilombolas, indígenas, caiçaras e agricultores familiares - fazem da região um dos mais ricos patrimônios histórico, cultural e ambiental do país. Em contraposição, a região apresenta os mais baixos indicadores sociais do estado de São Paulo e não possui até o momento, alternativa econômica e políticas de desenvolvimento capazes de promover a sustentabilidade das populações locais, colocando em risco toda reprodução cultural, permanência no campo e manutenção ambiental da maior área continua de Mata Atlântica do Brasil. Em 1997, a área de Antropologia e Processamento Artesanal do Departamento de Agroindústria e Alimentos da ESALQ-USP deu início ao projeto 'Aproveitamento de subprodutos da bananeira' na comunidade quilombola de Ivaporunduva, Vale do Ribeira (SP), introduzindo, a partir da análise técnica da matéria-prima e capacitação das famílias, a prática do aproveitamento da palha da bananeira para a confecção de artesanatos na comunidade. A partir de indicadores positivos sobre o potencial econômico do artesanato da palha da bananeira obtidos neste projeto, o Instituto Socioambiental e a Associação Quilombo de Ivaporunduva vêm contribuindo para o aprimoramento e incremento da atividade no quilombo, com a implementação de estrutura física, capacitação técnica de novos grupos, fortalecimento institucional da associação local e agregação de valores étnico, social e ambiental ao artesanato produzido, que vem se tornando importante alternativa de geração de renda para as famílias locais. A consolidação dessa parceria para análise deste projeto, através de um processo conjunto e integrado dos diversos atores envolvidos em seu desenvolvimento, contribuirá com importantes referências e subsídios para a formação e implementação de políticas públicas de desenvolvimento capazes de promover a sustentabilidade social, econômica e ambiental da região. (AU)