Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção fermentativa do ácido hialurônico e apresentação do produto nas formas nativa e em nanocápsulas

Processo: 05/04484-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2007 - 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Silvia Yuko Eguchi
Beneficiário:Silvia Yuko Eguchi
Empresa:SMF Bioplus Desenvolvimento de Pesquisas Tecnológicas e Químicas Ltda. - EPP
Município: Campinas
Bolsa(s) vinculada(s):06/60070-9 - Produção fermentativa do ácido hialurônico e apresentação do produto nas formas nativa e em nanocápsulas, BP.PIPE
Assunto(s):Química fina  Ácido hialurônico  Fermentação  Biotecnologia  Nanocápsulas  Streptococcus 

Resumo

O ácido hialurônico (AH) é um mucopolissacaridio natural, um dos mais simples glicosaminoglicanos conhecidos encontrado na matriz extracelular dos tecidos dos vertebrados. É grande a gama de aplicações do AH nas áreas médico-farmacêutica e cosmética, de modo que é um polímero importante tanto na forma de oligômeros quanto como polímero de alta massa molar. As aplicações contemplam desde a sua forma nativa quanto a reticulada em filmes e partículas. O seu valor agregado cresce com a massa molar do polímero, e ainda não se tem produtos comercializados na forma de partículas (nano e microcápsulas). As aplicações mais importantes contemplam o tratamento da osteoartrite (ação como fluido lubrificante), implantes cirúrgicos (ação sobre a biocompatibilidade e amortecimento), na cosmética como ativo hidratante e na estética como fluido de preenchimento de lábios, rugas e dos sinais de envelhecimento. Atualmente a demanda comercial é suprida pelo AH proveniente de fonte animal (crista de galo) porém o AH de fonte microbiana(obtido por fermentação) também já vem sendo produzido em menor proporção, como alternativa à fonte animal. Não existe produção de AH por empresas brasileiras. Nesse contexto, o objetivo do presente projeto é a produção fermentativa do AH no Brasil utilizando meio de cultura de baixo custo e apresentação do produto purificado para comercialização nas suas formas nativa, reticulada e em nanocápsulas. Portanto, esse projeto visa a geração dos seguintes produtos: AH nativo de alta e baixa massa molar, AH reticulado de alta e baixa massa molar e nanocápsulas reticuladas de AH. Dentro do estado da arte da produção do AH e da sua apresentação nos produtos pretendidos, a pesquisa aqui proposta traz as seguintes inovações: desenvolvimento de tecnologia nacional para a produção do AH utilizando resíduos industriais como fontes de nitrogênio; a produção nacional de microcápsulas e nanocápsulas de AH. Não existe a comercialização do AH na forma de microcápsulas, nem tampouco desenvolvimento para a produção de suas nanocápsulas (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.