Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo para a caracterização da função de espalhamento do sistema óptico do canal de aquisição de imagens destinado a investigação exoplanetes do satélite CoRoT

Processo: 06/03008-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Sistemas Aeroespaciais
Convênio/Acordo: CNRS
Pesquisador responsável:Vanderlei Cunha Parro
Beneficiário:Vanderlei Cunha Parro
Pesq. responsável no exterior: Michel Auvergne
Instituição no exterior: Observatoire de Paris, França
Instituição-sede: Escola de Engenharia Mauá (EEM). Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul, SP, Brasil
Assunto(s):Satélites  Imageamento de satélite  Processamento de imagens  Algoritmos para imagens 

Resumo

Esse projeto consiste na análise e no desenvolvimento de um algoritmo de caracterização da função de espalhamento (PSF - point spread function) do canal de aquisição de imagens exoplanetes do satélite CoRoT. O canal exoplanetes é responsável pela investigação de planetas com dimensão próxima a da terra. A vida útil do satélite é estimada em 30 meses, sendo divididos em 5 períodos de observação e em cada período serão observados 12000 alvos no espaço totalizando 60000 alvos durante toda a vida útil do instrumento. A caracterização da PSF para o canal exoplanetes do satélite CoRoT apresenta um novo desafio pela presença de um prisma no sistema óptico responsável pela decomposição do sinal incidente de forma a propiciar a correlação entre a decomposição espectral com a temperatura do alvo em observação. Esta característica adicionada ao fato de algumas não linearidades presentes no sistema óptico coloca o assunto na fronteira do conhecimento para as aplicações desenvolvidas até o momento. Para realização do processo de calibração que antecede a aquisição de sinais é importante o conhecimento da PSF de cada alvo. Este projeto será desenvolvido na Escola de Engenharia Mauá em cooperação com o Laboratoire d'Etudes Spatiales et Instrumentation na Astropysique - LESIA ligado ao Observatório de Paris e o Instituto de Astrofísica e Geofísica da Universidade de São Paulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Tierra inhóspita