Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de ímas de ferrita com anisotropias diametral e radial por prensagem a seco

Processo: 06/51851-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Suzilene Real Janasi
Beneficiário:Suzilene Real Janasi
Empresa:Imag Indústria e Comércio de Componentes Eletrônicos Ltda (IMAG)
Município: Ribeirão Pires
Bolsa(s) vinculada(s):06/57084-8 - Desenvolvimento de ímãs de ferrita com anisotropias diametral e radial por prensagem a seco, BP.PIPE
Assunto(s):Anisotropia  Ferritas  Imãs 

Resumo

Este projeto visa desenvolver o processo de produção de ímãs de ferrita de estrôncio de alto desempenho com orientação radial e diametral por compactação a seco, que apresente características similares ao obtido via úmida (importado) com vantagens de um processo mais econômico e mais produtivo. A meta do projeto é produzir ímãs com anisotropias radial e diametral com valores de remanência maiores do que 3700 G (0,370 T). O processo de produção de ímãs anisotrópicos a seco tem sido investigado pela IMAG e pelo IPT há algum tempo (cerca de 1 ano), utilizando ferrita de estrôncio como matéria-prima e equipamentos adaptados (utilizados também em outros processos na empresa). Os resultados obtidos mostraram que as peças orientadas produzidas apresentaram trincas, indicando claramente a necessidade do uso de um equipamento mais específico para produzir os tipos de produtos desejados e de algum tipo de aglomerante que minimize os problemas mecânicos (trincas) nas peças após a sinterização. Para solucionar estes problemas, este projeto propõe o uso de diferentes aglomerantes, como PV A ou cânfora na preparação do pó para compactação com o intuito de melhor a compactabilidade e a resistência a verde das peça sem com isto prejudicar a orientabilidade do pó. Diferentes ferramentas (matrizes) de compactação para produzir ímãs anisotrópicos com as propriedades desejadas também serão utilizadas a fim de eliminar as trincas das peças após a sinterização.A avaliação das características mecânicas e magnéticas serão realizadas no curso do projeto, utilizando técnicas de caracterização como dilatometria, difratometria de raios (medida de textura), medidas de densidade hidrostática, magnetometria de amostra vibrante e microscopia eletrônica de varredura (AU)