Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento da linha dos sonhos de espectrofotômetro UV-VIS, para quem vai fabricar, vender ou utilizar

Processo: 04/13833-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - PAPPE / PIPE III
Vigência: 01 de janeiro de 2005 - 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Convênio/Acordo: FINEP - PAPPE-PIPE III
Pesquisador responsável:Lidio Kazuo Takayama
Beneficiário:Lidio Kazuo Takayama
Empresa:Femto Indústria e Comércio de Instrumentos Ltda
Município: São Paulo
Vinculado ao auxílio:00/07494-9 - Espectrofotômetro baseado em lâmpada pulsada de xenônio e sensor de imagem linear, AP.PIPE
Assunto(s):Espectrofotometria  Espectrofotômetros  Analisador de DNA 

Resumo

Como resultado do projeto PIPE/FAPESP processo n° 00107494-9, fase II, a FEMTO produz o espectrofotômetro 800XI ultravioleta-visível, varredura automática e largura de banda menor que 1,8nm. O sistema ótico foi projetado para ter o compartimento de amostras para uso universal, permitindo o uso de cubetas até 100mm sem restrição de volume de amostra. Trabalha acoplado a um PC, e é ideal quando houver volume pequeno de análises de rotina por outro lado grande diversidade de aplicações, com possibilidade de tratamento matemático de espectro total. O objetivo deste projeto apresentado ao PAPPE/PIPE fase III é o desenvolvimento de uma família composta por 3 espectrofotômetros. UV-VIS com duplo feixe, com varredura, display gráfico 128x64, telas em português, inglês e espanhol. ‘stand alone’, isto é, sem depender de um PC, compacto, com preço em tomo de R$ 15.000,00, mais barato que o espectrofotômetro 800 XI com preço na faixa de R$ 20.000,00, voltados para as seguintes áreas: Biologia molecular, cuja tendência mais recente dos usuários é trabalhar com tubo capilar de 3 μl para leitura de DNA, sem a necessidade de diluição. Para atingir esta especificação, será necessário projetar um aparelho dedicado para esta aplicação que funcione bem e de maneira prática. Para este modelo a largura de banda será entre 3 ou 4 nm, suficiente para a aplicação; indústria farmacêutica e farmácias de manipulação, que desejam um espectrofotômetro de pequeno porte e baixo custo, porém que atenda às exigências da farmacopeia quanto aos requisitos varredura automática e largura de banda menor que 1,8 nm. Em particular, este modelo deverá ter como detector um a fotomultiplicadora; análises clínicas, onde existe oportunidade de mercado para espectrofotômetros dedicados, tipo chamado por seus usuários de semiautomático, suporte de cubeta termostatizada por Peltier, que possam operar com cubetas de 7 μl em uso estático, ou volume menor que 250 μl para uso em fluxo. Neste caso, o espectrofotômetro será sem varredura e sua faixa espectral de 325 a 1.000 nm e largura de banda entre 3 e 4 nm. O preço alvo deste modelo é na faixa de R$ 4.500,00. Aparentemente, a tecnologia requerida para este modelo seria mais simples. Deve-se notar, entretanto, que o desenvolvimento deste produto só se toma possível graças ao domínio de amplificador integrador chaveado obtido durante a fase II do projeto PIPE/FAPESP. Todos os 3 espectrofotômetros serão montados em um único gabinete, similar ao espectrofotômetro 700 Plus. Um novo design será estudado, de maneira a se adequar para ser produzido em plástico injetado em alta pressão, para produção em maior escala. Serão projetados e executados moldes de injeção, redefinir os métodos e processos de produção para garantir confiabilidade, padrão e preços competitivos. Será efetuado levantamento dos padrões exigidos pelos mercados europeu e americano como etapa de preparação para abrir as exportações em 2007. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.