Busca avançada
Ano de início
Entree

Unidade de biometria e captura eletrônica de lesões de pele - BioCap

Processo: 04/13974-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - PAPPE / PIPE III
Vigência: 01 de janeiro de 2005 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Convênio/Acordo: FINEP - PAPPE-PIPE III
Pesquisador responsável:Antônio Francisco Júnior
Beneficiário:Antônio Francisco Júnior
Empresa:Atonus Engenharia de Sistemas Ltda. - EPP
Município: São José dos Campos
Vinculado ao auxílio:97/07390-4 - Um sistema computacional para análise de lesões cutâneas, AP.PIPE
Assunto(s):Neoplasias cutâneas  Visão computacional  Telemedicina  Biometria 

Resumo

A crescente conscientização do indivíduo da importância do trato corporal tem criado demanda para o fornecimento de equipamentos e serviços direcionados a manter, melhorar e acompanhar a evolução corporal ao longo da existência do ser humano. Por este motivo tem-se multiplicado o número de academias de ginástica, clínicas de cirurgia plástica e estética, SPA, técnicas de relaxamento, técnicas de desenvolvimento muscular e mental, práticas de alimentação saudável, cuidados com exposição excessiva ao sol, produtos para proteção da pele, dentre outras. Apesar da diversidade de instituições e serviços voltados ao tratamento do corpo humano, constatamos que métodos objetivos para medição de parâmetros corporais (tais como as lesões de pele) não têm sido amplamente explorados. Por outro lado, os governos têm se conscientizado da enorme economia proveniente da aplicação de recursos na prevenção do câncer de pele quando comparado aos custos no tratamento deste tipo de câncer. Dados estatísticos das taxas de ocorrência de determinadas lesões de pele em cada região do Brasil são importantes para o planejamento de políticas públicas de prevenção ao câncer de pele. Estes dados estatísticos também são relevantes para entidades (ex. associações médicas) e empresas (ex: Johnson & Johnson, Natura, dentre outras) em duas situações. Quando deseja-se saber qual é a alteração na incidência de lesões de pele ao utilizar-se um novo produto do tipo "protetor solar". Ou ainda, quando está-se definindo o direcionamento de campanhas de marketing no lançamento de novos produtos ou de orientação à população. É importante que se enfatize que a apresentação dos dados estatísticos nos mais diversos formatos (ex.: tabelas, gráficos de barra, etc.) preserva a identidade dos indivíduos. Pelos motivos citados, ressaltando-se a dificuldade de se acompanhar a evolução das lesões de pele, vislumbra-se a oportunidade de um negócio voltado à criação de uma rede de unidades especializadas centradas no acompanhamento da evolução de lesões de pele de indivíduos de uma população. O presente projeto propõe um negócio denominado Biometria e Captura Eletrônica de Lesões de Pele - BioCap voltado à criação de uma rede de unidades especializadas centradas no acompanhamento da evolução de lesões de pele de indivíduos de uma população. O negócio da rede de unidades BioCap deve ser implementado utilizando um modelo similar ao de FRANQUIA, onde o empreendedor cliente da FRANQUIA (parceiro da franquia) assume os custos do negócio e paga um valor pela utilização dos recursos disponíveis. Ressalte-se que quando o parceiro da franquia não tem estrutura própria, os custos fixos do negócio são mais elevados decorrentes da manutenção de uma estrutura física dedicada. Uma melhor opção seria a FRANQUIA para entidades que já tenham estrutura física própria, como por exemplo, as redes de laboratórios (ex.: Fleury, RedeLab, Laboratórios da América, dentre outras) ou as clínicas especializadas. Portanto, a Atonus poderia trabalhar com o modelo de FRANQUIA nas duas situações, quando o parceiro da franquia possui ou não estrutura dedicada ao negócio, enfatizando a diferença das atuações de cada parceiro. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.