Busca avançada
Ano de início
Entree

Restauração sobre as árvores: estudo do processo de reintrodução de epífitas na Mata Atlântica

Resumo

As pesquisas em restauração de áreas degradadas no Brasil, principalmente de matas ciliares, tem apresentado avanços significativos nos últimos 20 anos. Nas metodologias utilizadas,' premiaram-se praticamente somente as espécies arbóreas, pressupondo que depois de formado o dossel, as outras formas de vida vegetal (epífitas, lianas, herbáceas e arbustos) chegariam por dispersão natural. Um dos enfoques que vem sendo acrescido atualmente é o enriquecimento das áreas em restauração com outras formas de vida vegetal, como as epífitas. As epífitas, plantas que se desenvolvem durante toda sua vida sobre outras plantas, apresentam grande importância ecológica devido ao seu papel no fornecimento de recursos para polinizadores e dispersores, na ciclagem de nutrientes e na construção de microambientes. No entanto, são poucos os conhecimentos sobre as estratégias e formas de introdução dessa sinúsia. O objetivo desse projeto é avaliar a introdução de 8 espécies epífitas das famílias Bromeliaceae, Orchidaceae e Cactaceae, através de mudas e sementes sobre 6 diferentes forófitos em florestas em restauração com idades entre 6 e 22 anos. Sementes coletadas em fragmentos florestais foram utilizadas para a produção de mudas e também serão utilizadas para a introdução direta em campo através de papéis-semente. Os forófitos a serem utilizados apresentam diferentes características de copa (perenifólio e decíduo) e de tronco (casca lisa e rugosa). Serão feitas, avaliações de crescimento e sobrevivência a cada 3 meses até os 18 meses. Os dados a serem gerados permitirão sugerir as melhores formas e estratégias de introdução de epífitas em áreas em restauração, bem como indicar as práticas mais adequadas na restauração dessa sinúsia. (AU)