Busca avançada
Ano de início
Entree

Virgínia Bicudo: a trajetória de uma psicanalista brasileira

Processo: 05/00952-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2005 - 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Jorge Luís Ferreira Abrão
Beneficiário:Jorge Luís Ferreira Abrão
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Psicanálise  Psicologia da criança  História da psicologia 

Resumo

As pesquisas dedicadas à historiografia da psicanálise contam com larga tradição, tanto no meio universitário quanto nos círculos psicanalíticos, de forma que desde Freud muitos trabalhos sobre o tema vêm sendo produzidos. No entanto, foi a partir da década de 1980 que as pesquisas sobre a história da psicanálise ganharam maior ímpeto em todo o mundo, em decorrência de maior interesse pelo tema por parte da comunidade científica, da descoberta de novas fontes históricas e de aprimoramento metodológico. No Brasil, os últimos vinte anos marcaram o incremento das pesquisas históricas relativas à psicanálise, fazendo com que um amplo espectro de temas fosse percorrido, tais como: a introdução da psicanálise em diferentes regiões do país, a criação das Sociedades de Psicanálise filiadas à International Psychoanalytical Association e o surgimento das práticas dedicadas à psicanálise de crianças. Um levantamento dessas pesquisas aponta, entre outras coisas, a prevalência de alguns nomes que se destacaram em diferentes momentos, como elementos centrais do movimento psicanalítico brasileiro. Entre eles, figura o de Virgínia Leone Bicudo. Paulistana de origem humilde, Virgínia Bicudo (1910-2003) formou-se pela Escola Normal Caetano de Campos, em 1930; em 1932 obteve o título de Educadora Sanitária pelo Instituto de Higiene e Saúde Pública de São Paulo e, em 1936, concluiu o bacharelado em ciências sociais pela Escola de Sociologia e Política da USP. Ela figura nos anais da historiografia psicanalítica no Brasil como fundadora da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, da Sociedade de Psicanálise de Brasília e da Revista Brasileira de Psicanálise, além de ser apontada como pioneira da psicanálise de crianças no país... (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)