Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel das células T regulatórias (CD4 + CD25+) em camundongos infectados com Mycobacterium tuberculosis

Processo: 05/01995-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2006 - 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Vânia Luiza Deperon Bonato
Beneficiário:Vânia Luiza Deperon Bonato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Imunomodulação  Tuberculose  Mycobacterium tuberculosis  Interações hospedeiro-parasita  Linfócitos T reguladores  Expressão gênica  RNA mensageiro  Células dendríticas 

Resumo

A tuberculose, doença causada pela infecção com Mycobacterium tuberculosis, é responsável pela morte de 2 milhões de pessoas por ano. A infecção é estabelecida quando partículas de aerosol contendo bacilos viáveis são inaladas e alcançam os alvéolos pulmonares do indivíduo, onde são fagocitadas por macrófagos. Após entrada nestas células, peptídeos antigênicos bacterianos se ligam a moléculas de MHC de classe II e são apresentados a células T CD4+ específicas recrutadas para o local da infecção. Sob estímulo da citocina IL-12 liberada pelos macrófagos, as células T CD4+ elaboram uma resposta imune adaptativa do tipo Th1. A liberação de INF-gama, citocina característica desse tipo de reposta, pelas células T CD4+ leva à ativação dos macrófagos, cujas atividades microbicidas impedem uma maior disseminação do bacilo. Entretanto, M. tuberculosis é capaz de escapar dos mecanismos microbicidas dessas células por vários mecanismos ainda não conhecidos totalmente. Dessa forma, embora a infecção seja controlada pela maioria dos indivíduos infectados, o bacilo pode persistir no hospedeiro susceptível e a doença pode ser reativada, levando ao reaparecimento de sintomas clínicos e à transmissão da bactéria para novos indivíduos. Diante desses fatos, a melhor compreensão das interações parasita-hospederio torna-se cada vez mais relevante, com o intuito de criar formas de profilaxia e terapia mais efetivas. Estudos recentes descreveram que a ação de células T regulatórias produtoras de IL-10 (Tr1) em pacientes infectados com TB leva a uma menor ativação de linfócitos T frente ao antígeno PPD. Outra população de células T regulatórias, CD4+CD25+ (Tregs), representam aproximadamente 10% dos linfócitos T periféricos de humanos e camundongos. Embora tenham sido descobertas como células capazes de prevenir o desenvolvimento de doenças autoimunes, atualmente as Tregs CD4+CD25+ adquiriram um papel mais abrangente, como reguladoras da resposta imune antitumoral e contra patógenos... (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FONSECA, D. M.; WOWK, P. F.; PAULA, M. O.; GEMBRE, A. F.; BARUFFI, M. D.; FERMINO, M. L.; TURATO, W. M.; CAMPOS, L. W.; SILVA, C. L.; RAMOS, S. G.; HORN, C.; MARCHAL, G.; ARRUDA, L. K.; RUSSO, M.; BONATO, V. L. D. Requirement of MyD88 and Fas pathways for the efficacy of allergen-free immunotherapy. ALLERGY, v. 70, n. 3, p. 275-284, MAR 2015. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.