Busca avançada
Ano de início
Entree

Relaxação dielétrica em cristais líquidos dispersos em polímeros

Processo: 05/03158-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2006 - 28 de fevereiro de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Materiais Elétricos
Pesquisador responsável:Marcos Rodrigues Costa
Beneficiário:Marcos Rodrigues Costa
Instituição-sede: Centro Universitário do Norte Paulista (UNORP). Sociedade Assistencial de Educação e Cultura (SAEC). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Dielétricos  Polímeros (materiais)  Cristais líquidos  Óptica eletrônica 

Resumo

O estudo realizado por Costa et al em seu doutorado [EESC/USP,2000] permitiu encontrar modelos físicos e elétricos que auxiliaram sobremaneira no entendimento dos mecanismos de dispersão dielétrica envolvidos nos cristais líquidos nemáticos (CLNs) (BDH - Chemicals Ltda). Além disso, os modelos elétricos representados em uma ampla faixa de freqüências (0,1Hz a 1E7Hz) contribuíram para que um novo sensor eletro-óptico de tensões elétricas alternadas AC pudesse ser desenvolvido. A relevância do trabalho desenvolvido pode ser comprovada através das importantes publicações [Liquid Crystals/LC, 2001; Molecular Crystals and Liquid Crystals/MCLC,2003; Transactions on Dielectrics and Electrical Insulation/IEEE, 2005], onde tem sido sugerido pelos referis a extensão desta pesquisa a outros materiais. Assim, dando continuidade ao trabalho desenvolvido na tese de doutorado de Costa et al [EESC/USP,2000], esta pesquisa terá como principal objetivo estudar os mecanismos de dispersão dielétrica presentes nos cristais líquidos dispersos em polímeros (polymer dispersed liquid crystals ou PDLCs), através principalmente do estudo de sua permissividade dielétrica complexa no domínio da freqüência (DF). A escolha da tecnologia dos PDLCs deve-se as vantagens inerentes que estes apresentam, ou seja, de terem grande simplicidade de obtenção, de dispensarem polarizadores (além de caros, os polarizadores interrompem grande parte da luz que os atravessa) e de poderem ser construídos com substratos plásticos flexíveis, uma vez que não dependem de superfícies para o ancoramento do cristal líquido, oferecendo assim a perspectiva de processos simples e de baixo custo para o desenvolvimento dos mostradores de informações, além de novas aplicações, como as janelas inteligentes, filtros de cor sintonizados por tensão, sensores eletro-ópticos, entre outras... (AU)