Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de interações hiperfinas em compostos intermetálicos magnéticos pela técnica de correlação angular gama-gama perturbada

Processo: 05/03997-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2006 - 31 de janeiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física
Pesquisador responsável:Artur Wilson Carbonari
Beneficiário:Artur Wilson Carbonari
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Magnetismo  Terras raras 

Resumo

Dentro do projeto proposto pretende-se utilizar a técnica de correlação angular gama-gama perturbada (PAC) para investigar as interações hiperfinas em compostos intermetálicos que apresentem ordenamento magnético. O objetivo é estudar de forma sistemática a origem de fenômenos típicos de compostos sólidos cristalinos, com ênfase no magnetismo, bem como transições de fase estruturais, defeitos e estrutura eletrônica em famílias de compostos, nos quais pelo menos um dos constituintes é um elemento do chamado grupo das terras raras que se estende do La ao Lu na tabela periódica. Serão realizadas medidas de parâmetros hiperfinos, tais como o campo hiperfino magnético (Bhf)e do gradiente de campo elétrico (Vzz) e parâmetro de assimetria (eta) do gradiente do campo elétrico na faixa de temperatura 1.5 a 1300 K. Como estas medidas são locais, devemos utilizar uma quantidade de núcleos de prova que substituam o maior número possível de sítios dos compostos investigados. Assim poderemos medir o comportamento local dos parâmetros hiperfinos bem como correlacionar os resultados com o comportamento das propriedades macroscópicas características de cada composto na tentativa de entender os mecanismos microscópicos que dão origem a estes fenômenos. Serão utilizados nestas medidas, além dos núcleos de prova usualmente empregados como 111In(111Cd) e 181Hf(181Ta), o núcleo 140La(140Ce), que deve substituir os sítios de terras raras dos compostos. Este núcleo apresenta a vantagem de possuir o momento de quadrupolo elétrico muito baixo e, portanto não sente o gradiente de campo elétrico da vizinhança, sendo ideal para a medida do campo hiperfino magnético em estruturas diferentes da cúbica. Além das medidas realizadas pela técnica PAC pretendemos fazer medidas complementares tais como difração de raios-X e difração de nêutrons para caracterização da estrutura cristalina e magnética das amostras... (AU)