Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade de SOD, Catalase, GPx e desenvolvimento de estresse oxidativo em glândulas submandibular e parótida de ratos diabéticos induzido por estreptozotocina. Estudo temporal

Processo: 05/03780-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2006 - 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Fernando Neves Nogueira
Beneficiário:Fernando Neves Nogueira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica oral  Glândulas salivares  Diabetes mellitus  Glicemia  Enzimas  Glutationa 

Resumo

O diabetes melito é um distúrbio metabólico decorrente da falta da insulina ou da incapacidade desta agir adequadamente, caracterizando uma hiperglicemia crônica. O aumento da glicemia está diretamente associado ao aumento de espécies reativas de oxigênio em outros tecidos. Esse excesso de glicose pode causar a glicação de proteínas, o que leva a sua inativação ou um uma auto-oxidação da glicose, gerando neste fenômeno um ânion superóxido. Estes ânions podem causar uma peroxidação lipídica, desestruturando as membranas celulares dos tecidos, causando perda parcial ou total da sua atividade. Para indução do diabetes serão injetado em ratos, via intraperitonial, estreptozotocina (60mg/kg de peso corporal) dissolvido em tampão citrato de sódio 0,1M pH 4,5. Quarenta e oito horas após sua indução será determinada a glicemia no sangue dos animais. Somente aqueles ratos que apresentarem glicemia superior a 350mg de glicose/100 ml de sangue serão considerados diabéticos. Após o período experimental (1-4 semanas e 1-6 meses), os animais serão sacrificados, sendo removidas as glândulas salivares e sangue para análise. Serão determinadas, através de espectrofotometria, as atividades das enzimas superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase (GPx). O conteúdo de glutationa reduzida (GSH) e oxidada (GSSG) serão determinado em HPLC. A peroxidação lipídica será determinada no sangue e nas glândulas salivares SM e P usando o ácido tiobarbitúrico (TBARS), que reage com o malonaldeído (MDA) decorrente da peroxidação lipídica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
IBUKI, FLAVIA KAZUE; SIMOES, ALYNE; NOGUEIRA, FERNANDO NEVES. Antioxidant enzymatic defense in salivary glands of streptozotocin-induced diabetic rats: a temporal study. Cell Biochemistry and Function, v. 28, n. 6, p. 503-508, AUG 2010. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.