Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo experimental da eficácia e tolerabilidade da aplicação de curativo de celulose animal, produzido por Acetobacter, sobre área cruenta de ressecção de corneto nasal de coelhos

Resumo

Muitas técnicas cirúrgicas usam biomateriais com o propósito de ajudar o crescimento do tecido cicatricial e prevenir a infecção local. Em relação ao nariz, só há estudos sobre os materiais de tamponamento e nenhum estudo que tente determinar a possibilidade de uso de substâncias que ajudem a cicatrização da mucosa depois de ressecções extensas. Poucos estudos têm interesse na fisiologia da cicatrização nasal e no comportamento histológico de materiais de heterólogos para compor uma ponte que apoie a regeneração mucosa nasal em animais de experimentação, assim como em compostos com ação anti-séptica local. O Bionext é uma membrana flexível, usada como substituta temporária de pele, composta de polissacarides, sintetizada pela bactéria de gênero Acetobacter, biodegradável, não venenosa, nem pirogênica e estéril. Suas características físicas e biocompatibilidade, assim como a facilidade de ajustar no ato de inserção faz dela um possível elemento para curativo na parede lateral do nariz. O uso de um material com estas propriedades ainda não foi propriamente investigada no nariz. Objetivo: Comparar a icatrização da parede de lateral do nariz depois de submetida a turbinectomia, com e sem o uso de Bionext como curativo temporário. Material e Método: serão estudados 40 coelhos, machos. Os animais serão seguidos por um período total de 15 dias, no período pós-operatório de turbinectomia unilateral. Depois da ressecção, uma folha de Bionext será inserida sobre a parede lateral como um curativo temporário. Os grupos serão divididos por período de seguimento e cada grupo terá dois animal como controle que não receberão o Bionext depois da ressecção. Após o período de seguimento os animais serão sacrificados e o seu nariz estudado histologicamente. (AU)