Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle da estereoquímica relativa em sistemas acíclicos utilizando enolatos de boro quirais e alilestananas quirais

Processo: 05/04446-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2006 - 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Beneficiário:Luiz Carlos Dias
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Síntese orgânica  Metilcetonas quirais  Aldeídos  Estereoisomerismo 

Resumo

Parte I: Procurando entender melhor a reação aldólica entre enolatos de boro de metilcetonas e aldeídos, principalmente a importância relativa dos centros a-metil e b-alcoxi, pretendemos preparar as metilcetonas com diferentes estereoquímicas e grupos protetores cíclicos: um protetor cíclico de silício (o di-terc-butilsilileno, que é bastante volumoso) e um protetor cíclico (acetal de PMP). É nossa intenção com isso investigar a influência estérea e eletrônica desses grupos e da posição relativa do grupo metil, tanto no anel de 6 membros como na posição alfa a carbonila, nas seletividades de reações aldólicas com diferentes aldeídos, quirais e aquirais, observando se teremos indução 1,4 ou 1,5 (syn ou anti). Serão gerados sempre os respectivos enolatos de boro derivados do tratamento das metil cetonas com c-(Hex)2BCl e Et3N e também com n-Bu2BOTf e aminas terciárias. Na parte II, o objetivo deste trabalho é investigar o comportamento das aliltricloroestananas quirais em reações com cetonas não simétricas (metil cetonas aquirais), levando a álcoois homoalílicos contendo um centro quaternário. Esperamos obter bons níveis de seletividade na formação destes centros quaternários, o que sem dúvida, em virtude da dificuldade de se formar centros quaternários quirais, será uma ferramenta muito interessante e importante. O objetivo da parte III do trabalho é investigar o comportamento da aliltricloroestanana quiral 1 com aldeídos quirais alfa-alcóxi substituídos e da aliltricloroestanana quiral 2 em reações com aldeídos quirais alfa-amino e alfa-alcóxi substituídos. (AU)