Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema automático de apoio a operações de pouso e decolagem

Processo: 04/09189-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de junho de 2005 - 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Sistemas Aeroespaciais
Pesquisador responsável:Valter Ricardo Schad
Beneficiário:Valter Ricardo Schad
Empresa:Navcon Navegação e Controle Indústria e Comércio Ltda
Município: São José dos Campos
Bolsa(s) vinculada(s):05/57065-0 - Sistema automático de apoio à operações de pouso e decolagem, BP.PIPE
Assunto(s):Aeroportos  Meteorologia aeronáutica e marítima  Decolagem  Voo (engenharia de aeronaves) 

Resumo

Grande parte da infra-estrutura de observação meteorológica e telecomunicações aeronáuticas no Brasil é restrita aos principais aeroportos do país. Em lugares tais como plataformas de petróleo, navios petroleiros, helipontos, fazendas, aeródromos e pontos de pouso públicos ou particulares com baixa utilização pode não existir apoio algum às operações aéreas. Os voos acabam sendo realizados sem as informações necessárias. Além do risco de acidentes, com seus consequentes danos materiais e perdas humanas, existe todo um desperdício de recursos no caso de se encontrar condições meteorológicas que não permitam uma aproximação por instrumentos, forçando o desvio para um aeródromo de alternativa. Normalmente, a atividade aérea nestes locais não justifica o investimento em estrutura de torres de controle e equipamentos de rádio navegação, mas necessita de um mínimo de informações que orientem os pilotos para a aproximação e pouso. O Projeto consiste em desenvolver uma estação automática para aeródromo que capte informações de sensores meteorológicos (temperatura, pressão, vento, etc.) e disponibilize essas informações aos pilotos via celular e internet (para o planejamento de voo), e via VHF (durante o voo), de modo que esses locais passem a ter um mínimo de informações suficientes para cumprir os requisitos legais e melhor informar os pilotos durante o voo sobre as condições de seu ponto de pouso, reduzindo o risco de acidentes e tomando mais seguras as operações aéreas, possibilitando assim a homologação da operação perante a autoridade aeronáutica. Em adição, desenvolver técnicas de posicionamento relativo usando processamento de fase da portadora de sinal GPS, aliada a sensores inerciais de baixo custo, para serem incorporadas a equipamentos de auxílio de aproximação, pouso e decolagem para aviões e helicópteros, em aeródromos fixos e móveis (como navios e plataformas de exploração de petróleo), tanto para instalação no aeródromo como no veículo. O desenvolvimento desses equipamentos e técnicas se baseia na experiência da NA VCON obtida através de apoios da FAPESP para desenvolvimento de receptores GPS e integração GPS/Inercial (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.