Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da função renal e do metabolismo oxidativo de ovinos intoxicados por cobre e tratados com tetratiomolibdato e/ou vitaminas antioxidantes

Resumo

As lesões teciduais decorrentes da intoxicação cúprica ocorrem principalmente devido a presença dos radicais livres gerados durante o processo de intoxicação. O tratamento clássico para conter o dano celular é a base de tetratiomolibdato (TTM), um potente quelante de cobre. Estudos recentes tem mostrado que embora o tratamento com TTM seja eficiente, ele não se mostra completo pois, além de alguns animais poderem sucumbir mesmo pós tratamento, há relatos de que, após 30 dias da crise hemolítica, animais tratados ainda apresentavam lesões renais importantes. O presente projeto de pesquisa tem por objetivo comparar os efeitos do tratamento com TTM ou deste concomitante com as vitaminas E e/ou C na taxa de sobrevivência de ovinos intoxicados por cobre, analisando-se a função renal por meio de provas e índices urinários para a detecção de integridade glomerular e tubular no decorrer das fase hemolítica e pós-hemolítica, assim como verificar a dinâmica de geração de radicais livres no organismo neste período. Também será objeto de estudo a verificação de possíveis lesões histológicas renais de caráter residual no 60o dia após o início da crise hemolítica. (AU)