Busca avançada
Ano de início
Entree

Filosofia grega clássica: Platão, Aristóteles e sua influência na Antiguidade

Processo: 09/16877-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 2010 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Marco Antônio de Ávila Zingano
Beneficiário:Marco Antônio de Ávila Zingano
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Fátima Regina Rodrigues Évora ; Roberto Bolzani Filho
Pesq. associados:Barbara Botter ; Daniel Rossi Nunes Lopes ; João Francisco Nascimento Hobuss ; Luiz Henrique Lopes dos Santos ; Márcio Augusto Damin Custódio ; Mauricio Pagotto Marsola ; Tadeu Mazzola Verza ; Vivianne de Castilho Moreira
Auxílios(s) vinculado(s):14/02923-1 - International Symposium Plato and Rhetoric, AR.EXT
12/14527-8 - A Física de Aristóteles: estudo, tradução e comentário, AV.BR
12/07119-0 - Forma, matéria e definição na recepção medieval de Aristóteles: Tomás de Aquino e João Duns Scotus, AV.BR
12/01117-6 - Escolher o bem: 'to haireton' na ética grega antiga, AV.EXT
11/50576-0 - Plato and Aristotle in Antiquity, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):14/05224-7 - Os elementos dramáticos e literários no Górgias de Platão: recepção e conversão, BP.MS
14/07827-0 - O conceito de intelecto ativo em Aristóteles, BP.MS
14/07143-4 - O significado contemporâneo do ceticismo radical de Sexto Empírico, BP.PD
+ mais bolsas vinculadas 13/08858-4 - Acrasia na Ethica Nicomachea de Aristóteles, BP.IC
12/22573-0 - O problema da karteria para a doutrina socrática da virtude: um estudo do Laches 190c-201c, BP.IC
12/13247-1 - Lísis de Platão: tradução, estudo introdutório e notas, BP.MS
12/10618-9 - Alcibíades primeiro de Platão: estudo e tradução, BP.MS
12/06639-0 - Dialética e definição: problemas de método na ética aristotélica, BP.DR
11/02005-4 - As causas da recalcitrância de Cálicles no 'Górgias' de Platão, BE.PQ
11/03425-7 - Sobre o intelecto em Aristóteles, BP.PD
11/07035-9 - Perspectivas psicológicas e epistemológicas em Aristóteles, BP.PD
11/04479-3 - Menexeno, de Platão: tradução, estudo e comentários críticos, BP.MS
11/07438-6 - Plasticidade do ser vivo e fisiologia dialógica. o diálogo platônico como estrutura comum entre alma e cidade, BP.PD
11/01881-5 - Tecendo entre si os tipos e tecendo entre si as palavras: a relação entre o mundo eidético e o discurso no Sofista de Platão, BP.PD
11/01653-2 - O problema da poesia nos livros II e III da República de Platão, BP.IC
08/00780-8 - Lógica do conceito e lógica proposicional - a essência da linguagem e do signo - a lógica de port-royal - a lógica ou a arte de pensar - tradução do texto original e estudo introdutório, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Filosofia grega  Conhecimento  Platonismo  Aristotelismo  Ética (filosofia)  Metafísica 

Resumo

A filosofia clássica grega encontra em Platão e Aristóteles a sua expressão culminante. Ambos os filósofos partilham de teses decisivas sobre a natureza do conhecimento, do mundo e da ação: em grandes linhas, ambos sustentam uma perspectiva realista de cunho eminentemente racionalista. No entanto, Aristóteles foi um crítico feroz do platonismo, tendo concebido sua filosofia como uma alternativa ao pensamento de Platão. Assim, em muitos aspectos, no interior de um realismo racionalista, o Liceu de Aristóteles se opõe diretamente à Academia de Platão. Ambos os filósofos tiveram, na Antiguidade, uma influência extremamente marcante; parte importante do comentário antigo se divide em aristotelismo e neoplatonismo, até o momento em que o ecletismo passa a vigorar e se busca a todo custo a harmonização destas duas filosofias. O objetivo do presente projeto consiste em mapear e estudar as teses centrais em um e outro destes dois autores, segundo dois eixos principais: a metafísica e a ética, assim como busca compreender a reapropriação feita deles na Antiguidade, seja na defesa das teses clássicas (como, em boa medida, buscava fazer Alexandre de Afrodísia com o aristotelismo), seja na reorientação das lições principais (como é o caso por excelência de Plotino, que concebe sua filosofia como fundamentalmente imbuída de platonismo), seja no confronto e na rejeição das teses que marcaram o momento clássico do Mundo Antigo (como ocorre, por exemplo, em Filopono). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Projeto põe pesquisa da filosofia grega clássica em sintonia com padrão internacional 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Atualidade da Grécia Antiga 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.