Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do graute e da taxa de armadura na resistência à compressão da alvenaria

Processo: 05/02269-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2006 - 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Pesquisador responsável:Jefferson Sidney Camacho
Beneficiário:Jefferson Sidney Camacho
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):06/03943-0 - Influência do graute e da taxa de armadura na resistência à compressão da alvenaria, BP.TT
Assunto(s):Resistência estrutural  Deformação estrutural  Blocos  Elementos estruturais  Concreto 

Resumo

O presente trabalho fará uma investigação experimental da influência do graute e da taxa de armadura na resistência final à compressão de alvenaria de blocos de concreto. Para tanto será desenvolvido um programa experimental, subdividido em quatro etapas. Inicialmente serão desenvolvidos ensaios de determinação das características físicas e geométricas dos blocos e determinação de sua resistência à compressão, de acordo com a NBR-7186. Os blocos serão coletados direto de uma fábrica, com resistências médias esperadas de 8 e 15 MPa (B1 e B2). Na segunda etapa serão montados seis prismas para cada tipo de bloco utilizado. Após a montagem eles serão grauteados, sendo utilizadas duas classes de grautes definidas (G1 e G2), combinando as classes de blocos com as de graute e adotando três corpos de prova para cada tipo de combinação bloco-graute, resultando num programa de ensaios com 18 corpos-de-prova. Na terceira etapa serão montados prismas com os grautes e três taxas distintas de armaduras, resultando em dezoito prismas para cada classe de bloco, que serão combinados com as duas classes de grautes e as três taxas de armaduras, totalizando assim trinta e seis prismas nesta etapa. Na quarta etapa serão construídas e ensaiadas à compressão axial pequenas paredes com três blocos de comprimento e cinco fiadas de altura. Todos os corpos-de-prova serão executados com o auxílio de ferramentas apropriadas de modo a minimizar os efeitos da mão-de-obra, controlando assim, com maior eficiência, parâmetros como prumo e espessura de juntas... (AU)