Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo histomorfométrico do testículo e epidídimo e dosagem de testosterona em camundongos submetidos ao criptorquidismo experimental seguido de orquidopexia

Processo: 06/00096-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2006 - 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Luís Antônio Violin Dias Pereira
Beneficiário:Luís Antônio Violin Dias Pereira
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Epididimo  Testículo  Criptorquidismo  Orquidopexia 

Resumo

Durante a passagem pelo epidídimo, proteínas de superfície do espermatozoide podem ser alteradas, extraídas ou outras podem ser adicionadas pela ação do epitélio epididimário (maturação epididimária), permitindo ao gameta potencializar a motilidade, estabilizar a cromatina e adquirir sítios de reconhecimento, ligação e fusão para as moléculas da zona pelúcida. O criptorquidismo é uma condição patológica na qual os testículos e epidídimos permanecem alojados na cavidade abdominal do organismo. A desregulação térmica causada pelo criptorquidismo resulta em interrupção da espermatogênese, o que impossibilita o desenvolvimento das células germinativas e a chegada de espermatozóides no epidídimo. Os epidídimos e testículos criptorquídicos apresentam redução de peso e alterações histológicas relacionadas à dificuldade de diferenciação das células que compõem estes órgãos. A orquidopexia, que consiste no reposicionamento dos testículos e epidídimos, tem sido uma importante estratégia para a prevenção da infertilidade em pacientes criptorquídicos, contudo, há ainda relatos de casos de infertilidade pós-orquidopexia, mesmo com o re-estabelecimento da espermatogênese. Alterações no epidídimo não revertidas pela orquidopexia poderiam ser co-responsabilizadas pelo baixo índice de fertilidade em indivíduos pós orquidopexia. Utilizando as metodologias de análise macro e microscópica, morfometria, estereologia e a dosagem sérica de testosterona, o objetivo deste estudo é avaliar as respectivas alterações na cabeça do epidídimo de camundongos C57BL6, submetidos ao criptorquidismo experimental uni e bilateral e posteriormente a reversibilidade destas alterações após a orquidopexia. Adicionalmente, a análise quantitativa das células de Leydig no modelo proposto, terá como objetivo relacionar possíveis variações de testosterona com número destas células e a morfologia da região da cabeça do epidídimo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA, PATRICK VIANNA; ARROTEIA, KELEN FABIOLA; JOAZEIRO, PAULO PINTO; PACCOLA MESQUITA, SUZANA DE FATIMA; KEMPINAS, WILMA DE GRAVA; VIOLIN PEREIRA, LUIS ANTONIO. Orchidopexy restores morphometric-stereologic changes in the caput epididymis and daily sperm production in cryptorchidic mice, although sperm transit time and fertility parameters remain impaired. Fertility and Sterility, v. 96, n. 3, p. 739-744, SEP 2011. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.