Busca avançada
Ano de início
Entree

Programa de saúde auditiva em neonatos que permaneceram na UTI e/ou cuidados intermediários do CAISM/UNICAMP

Processo: 09/53145-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Maria Francisca Colella dos Santos
Beneficiário:Maria Francisca Colella dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Lactentes  Testes auditivos  Perda auditiva  Recém-nascido  Unidades de terapia intensiva 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_214_164_164.pdf

Resumo

O objetivo geral deste projeto será analisar os resultados obtidos pelo Programa de Saúde Auditiva em neonatos que permaneceram internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e/ou de Cuidados Intermediários do Caism. Os objetivos específicos serão viabilizar a triagem auditiva neonatal universal, ou seja, em mais de 95% dos recém-nascidos (RN) que permaneceram internados na UTI e/ou de Cuidados Intermediários; realizar o diagnóstico da perda auditiva nos neonatos que falharam na triagem auditiva, considerando os resultados obtidos na avaliação fonoaudiológica, otorrinolaringológica e genética; estudar a morbidade relacionada à perda auditiva. Em RNs com baixo peso ao nascer, prematuridade, anoxia, hipóxia e infecções congênitas, em comparação com os demais indicadores de risco presentes na história clínica dos RNs de UTI; e analisar os resultados obtidos com a amplificação sonora, por meio da seleção e fornecimento de próteses auditivas, nas crianças com perda auditiva neurossensorial. Para tal, pretendemos realizar a triagem auditiva neonatal, antes da alta hospitalar, em todos os RN que permaneceram na UTI do Caism no período de um ano, aproximadamente mil RNs, por meio do Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico (PEA TE) Automático. O diagnóstico audiológico, otorrinolaringológico e genético será realizado em aproximadamente 85 crianças. A avaliação audiológica será realizada no Laboratório de Diagnóstico Audiológico Infantil no Cepre/FCM/Unicamp, entre 1 e 4 meses de idade cronológica da criança, em ambiente silencioso. Será constituída pelos procedimentos: anamnese, avaliação das condições da orelha média, aplicação do PEA TE (pesquisa do limiar eletrofisiológico e da integridade da via auditiva), e das Emissões Otoacústicas evocadas. Os casos em que os resultados da avaliação audiológica forem alterados serão encaminhados para avaliação otorrinolaringológica no Hospital de Clínicas da Unicamp/Disciplina de Otorrinolaringologia da FCM/Unicamp, com realização de exame físico e/ou de imagem. O rastreamento genético será realizado em todos os neonatos que falharem na triagem auditiva por meio de extração de DNA da mucosa bucal, utilizando o método de protocolo adaptado no Laboratório de Genética Humana (CBMEG), colhido pela examinadora após realização dos testes auditivos. As crianças com perda auditiva serão encaminhadas para seleção/adaptação e fornecimento de prótese auditiva. Nesse momento, serão pesquisados os níveis mínimos de audição por meio da audiometria com reforço visual realizados por meio de fones de inserção acoplados ao audiômetro clínico Interacoustics- 22ge idealmente ou por meio do audiômetro pediátrico PA2, além de se avaliar a audição da criança com a prótese auditiva.Todos os dados coletados no prontuário da criança, assim como os resultados obtidos na triagem auditiva e em outras avaliações realizadas, serão registrados em banco de dados informatizado. Esses dados serão tabulados e analisados estatisticamente. (AU)