Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de genes de resistência produzidos por Klebsiella pneumoniae isolados de colonização e/ou infecção hospitalar

Processo: 09/53229-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Vigência: 01 de julho de 2010 - 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Doroti de Oliveira Garcia
Beneficiário:Doroti de Oliveira Garcia
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Klebsiella pneumoniae  Infecção hospitalar  Unidades de terapia intensiva 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_207_160_160.pdf

Resumo

K. pneumoniae produtoras de B-lactamases de espectro estendido (ESBL) estão frequentemente envolvidas em infecções hospitalares em UTIs, principalmente UTI neonatal. ESBL são capazes de hidrolisar todas as penicilinas, cefalosporinas de amplo espectro e aztreonam, e a mais prevalente no Brasil á a CTX-M-2. Uso de carbapenêmicos é o tratamento de escolha para sérias infecções por microrganismos produtores de ESBL. Porém, produção de carbapenemases, tais como, metalo-B-lactamases (MBL), e KPC por K. pneumoniae têm sido descritas no Brasil, sendo as mais comuns, IMP-l e KPC-2, respectivamente. Além disso, também já foi descrita no Brasil cepas de K. pneumoniae produtoras da 16S rRNA methylase, RmtD, uma enzima que confere alta resistência a todos os aminoglicosídeos. Dessa maneira, as opções terapêuticas tornam-se bastante limitadas. Os objetivos desse trabalho são avaliar a diversidade genética dos genes de resistência responsáveis pela produção de B-lactamases (ESBL e carbapenemases - MBLs e KPC) e l6S rRNA methylases em K pneumoniae isoladas de amostras clínicas provenientes de diversos hospitais do estado de S. Paulo e encaminhadas à Seção de Bacteriologia do IAL num período de 2 anos. Cepas de K. pneumoniae confirmadas por uma extensa série bioquímica, serão submetidas a testes de sensibilidade por métodos de disco-difusão e diluição para avaliar os perfis de sensibilidade e fenótipos de resistência. Eletroforese de campo pulsado será utilizada como método de tipagem epidemiológica. PCR e sequenciamento de DNA serão utilizados na detecção de genes de resistência. Conjugação e transformação serão utilizadas para verificar a transferência de genes e investigar fenótipos de resistência expressos por esses genes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUENO, MARIA FERNANDA C.; FRANCISCO, GABRIELA R.; O'HARA, JESSICA A.; GARCIA, DOROTI DE OLIVEIRA; DOI, YOHEI. Coproduction of 16S rRNA Methyltransferase RmtD or RmtG with KPC-2 and CTX-M Group Extended-Spectrum beta-Lactamases in Klebsiella pneumoniae. Antimicrobial Agents and Chemotherapy, v. 57, n. 5, p. 2397-2400, MAY 2013. Citações Web of Science: 54.
PEREIRA, GRAZIELLA HANNA; GARCIA, DOROTI O.; MOSTARDEIRO, MARCELO; FANTI, KARINA S. V. N.; LEVIN, ANNA S. Outbreak of carbapenem-resistant Klebsiella pneumoniae: two-year epidemiologic follow-up in a tertiary hospital. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 108, n. 1, p. 113-115, FEB 2013. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.