Busca avançada
Ano de início
Entree

Novas tendências visando a criação de multiferróicos artificiais

Processo: 13/08141-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Alexandre Zirpoli Simões
Beneficiário:Alexandre Zirpoli Simões
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Pesq. associados:Cesar Renato Foschini ; Luis Rogerio de Oliveira Hein ; Marcelino Pereira Do Nascimento ; Miguel Ángel Ramírez Gil ; Peterson Luiz Ferrandini
Assunto(s):Materiais cerâmicos  Nanotecnologia  Materiais nanoestruturados  Propriedades magnéticas  Ferroeletricidade  Filmes finos  Síntese química 

Resumo

A contínua e crescente demanda por dispositivos eletro-eletrônicos, com alto desempenho e multifuncionais e o vertiginoso avanço da nanotecnologia requerem o desenvolvimento de novos métodos e técnicas para a produção e caracterização de materiais nanoestruturados e de modelos fenomenológicos para descrever/predizer algumas de suas propriedades. A demanda por multifuncionalidade requer, por sua vez, novos materiais, que possam integrar propriedades ferroelétricas, magnéticas de alto interesse tecnológico. Dentro desse contexto, materiais multiferróicos podem ser considerados como os que melhor permitem integrar duas ou mais propriedades físicas de alto interesse tecnológico, além de propiciarem novos desafios para o domínio de processos de síntese de novos materiais, para o desenvolvimento de novos dispositivos e para o modelamento e simulação de suas propriedades físicas. Numa recente análise da literatura, verificou-se a inexistência de trabalhos a partir de solução orgânica de citratos que descrevem o processo de preparação e caracterização de materiais com estrutura perovskita, tais como LaFeO3 e sua contribuição em gerar tensões na rede cristalina da BiFeO3 induzindo ferroeletricidade pelo deslocamento do íon formador da rede cristalina. Desta forma, este projeto tem como objetivos principais estudar a formação de heteroestruturas artificiais formadas por dois materiais com propriedades antiferromagnéticas. Baseado em simulação pelo método Hartree-Fock pretende-se prever como as tensões geradas na interface conduzem a uma resposta ferroelétrica e avaliar como a disposição e orientação dos domínios afetam as propriedades multiferróicas compatíveis para uso em memórias de múltiplos estados. Para isso, filmes finos de BiFeO3 e LaFeO3 serão depositados em substratos adequados controlando-se a homogeneidade química, a microestrutura e a interação filme-eletrodo. (AU)