Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da especificidade semântica nos substratos neurais da representação de verbos de ação

Processo: 13/08244-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Cognitiva
Pesquisador responsável:Maria Alice de Mattos Pimenta Parente
Beneficiário:Maria Alice de Mattos Pimenta Parente
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Pesq. associados:André Mascioli Cravo ; João Ricardo Sato ; Maria Teresa Carthery Goulart
Assunto(s):Neurolinguística  Neurofisiologia  Verbo  Léxico  Semântica 

Resumo

A teoria Embodied Cognition postula que o conhecimento semântico está ancorado em sistemas de input/output de modalidade específica e assim sua representação relaciona-se com substratos neurais da ação. Estes postulados têm sido confirmados para movimentos de pernas e de boca, mas não para os de mãos, que apresentam grande variedade semântica devido a diversidade de funções e uso de instrumentos, que variam quanto à especificidade. Este projeto pretende investigar se o critério de especificidade é relevante para o processamento neurofisiológico de verbos e se depende da profundidade do processamento. Primeiramente, juízes avaliarão o grau de especificidade de verbos de mãos do Português-brasileiro. Após, outros estudantes serão submetidos à três provas experimentais com diferentes graus de processamentos semântico: decisão lexical, orientação por pistas e julgamento de especificidade, com registro eletrofisiológicos (EEG) simultâneos. Espera-se elaborar um modelo explicativo que integre dados comportamentais ao tempo de ativação neural a partir do registro alta resolução temporal (EEG). A profundidade de processamento deverá diferenciar as respostas neurofisiológicas: mais precoces e com representações mais frontais para verbos não específicos e mais tardias e posteriores para os específicos. Este estudo é relevante aos estudos léxico-semânticos da Neurociência de linguagem e poderá fornecer experimentos adequados para investigações de neuroimagem com maior definição topográfica assim como criar instrumentos sensíveis para detectar diferentes dificuldades semânticas em pacientes com distúrbios de linguagem. (AU)