Busca avançada
Ano de início
Entree

Futuros Possíveis: Arte, Museus e Arquivos Digitais

Resumo

O livro Futuros Possíveis: Arte, Museus e Arquivos Digitais discute estratégias e metodologias para o armazenamento e preservação de arte digital e processos de digitalização de acervos, incluindo também estudos sobre novas formas de organização e disponibilização das informações em sistemas de visualização de dados. Além disso, apresenta estudos de caso e reflexões sobre o surgimento da estética do banco de dados da curadoria de informação.Baseado nas apresentações feitas durante o Simpósio homônimo, realizado na FAUUSP, com apoio da FAPESP, da CAPES e da USP, em outubro, a obra é organizada pelas professoras Giselle Beiguelman (FAUUSP) e Ana Gonçalves Magalhães (MAC-USP) e reúne textos dos participantes do evento científico e de convidados.O livro aborda temáticas emergentes no campo da preservação do patrimônio artístico e cultural, reunindo especialistas de renome internacional da área de conservação de arte digital e de digitalização de acervos, contemplando, também, questões relacionadas aos processos de informatização e digitalização das informações sobre acervos, problema que vem se tornando cotidiano nos museus e que carece de uma discussão aprofundada e crítica no Brasil. Merece relevo, ainda, assinalar que o livro Futuros Possíveis confronta essas questões com a necessidade de discutir os aspectos políticos e ideológicos das novas tecnologias de armazenamento.Tendo como público alvo artistas, curadores, pesquisadores, gestores culturais, arquivistas, museólogos, historiadores e estudantes de pós-graduação relacionados a essas áreas, o livro Futuros Possíveis: Arte, Museus e Arquivos Digitais está organizado em quatro temas: Novas Memórias: Arquivos do Futuro; Entre o Passado e o Futuro: A Construção do Presente; O Contra-colecionador On-line: Arquivos e Museus Pessoais; Curadoria de Informação e Estéticas do Banco de Dados. A obra deve ser publicada em formato impresso, com 300 páginas, em português e em formato eletrônico em inglês, a fim de atingir um público mais amplo, correspondente às demandas de pesquisa e reflexão relacionadas ao crescimento da produção artística com meios digitais e eletrônicos. Os textos dos especialistas reunidos nesse livro evidenciam que essa produção implica a elaboração de procedimentos específicos para a preservação da memória de bens culturais que, além de efêmeros, pressupõem novas tipologias e formas de processamento e diferentes dos modelos de catalogação das coleções museológicas existentes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)