Busca avançada
Ano de início
Entree

O terreno Nico Pérez (Uruguai): um bloco de embasamento exótico do Gondwana Ocidental? Comparação com as microplacas Curitiba e Luiz Alves (Sul do Brasil)

Processo: 13/09010-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 25 de agosto de 2013 - 24 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Miguel Angelo Stipp Basei
Beneficiário:Miguel Angelo Stipp Basei
Pesquisador visitante: Siegfried Siegesmund
Inst. do pesquisador visitante: Göttingen University, Alemanha
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57861-0 - Instituto de Desenvolvimento de Técnicas Analíticas Inovadoras para Exploração de Petróleo e Gás, AP.TEM
Assunto(s):Geocronologia 

Resumo

A quebra de Rhodinia em cerca de 800 Ma é o ponto inicial da formação de Gondwana ocidental. A convergência dos grandes cratons Kalahari, Congo e Rio de la Plata e dos fragmentos cratônicos tais como as Microplacas Luis Alves e Curitiba resultou nos cinturões orogênicos Neoproterozóico - Cambriano, Dom Feliciano-Kaoko-Damara-Gariep. Vários cenários geodinâmicos para a gênese de Gondwana Ocidental têm sido propostos e, em todos os modelos, o Craton Rio de la Plata tem significativa importância. Na porção ocidental do Uruguai o Craton Río de la Plata é composto por dois terrenos principais: Terreno Piedra Alta (TPA), no lado ocidental da Zona de Cisalhamento Sarandí del Yí e o Terreno Nico Pérez (TNP), no lado leste da este lineamento. O Terreno Nico Perez, alvo principal deste projeto, evidencia uma evolução complexa, com idades de cristalização magmática que variam do Arqueano ao Mesoproterozóico. A visita proposta abordará as seguintes questões principais sobre a significação tectônica do Terreno Nico Perez: 1) Desde quando o Craton Rio de la Plata esteve envolvido no processo de amalgmação de Gondwana?, 2) Qual é o significado tectônico do Terreno Nico Pérez?, 3) Qual é o significado do lineamento Sarandí del Yí? e 4) Teriam o NPT e as Microplacas Luiz Alves / Curitiba uma origem comum? Para resolver estas questões, a assinatura isotópica do NPT (a ser aprimorada neste projeto) será comparada com os dados disponíveis de U-Pb e HF do Terreno Piedra Alta e dos domínios Luiz Alves/Curitiba. Espera-se que esta pesquisa contribua para resolver os problemas envolvidos na correlação entre os domínios de embasamento existentes na porção sul-brasileira e Uruguaia, contribuindo para a melhoria dos atuais modelos da gênese do Gondwana Ocidental. (AU)