Busca avançada
Ano de início
Entree

Metodologia cientificamente otimizada para produção sustentável de sorvete aerados e confeccionados com forte apelo tecnológico para sua comercialização, potencialmente capaz de substituir o conjunto de metodologias atualmente existentes

Resumo

O mercado de produção de sorvetes divide-se em três grandes grupos, em todo o mundo: artesanal (sorveterias, pequenos produtores), industrial [...] e sorvete expresso [...]. Estes grupos constituem universos completamente distintos, com pouca ou quase nenhuma comunicação entre si, de tal forma que até os equipamentos usados por cada um deles culminem em soluções substancialmente diferentes. A Finamac é uma das poucas (talvez única) empresas fabricantes de equipamentos para sorvetes no mundo que atua nesses três grupos, por força da necessidade imposta pelo mercado brasileiro, já que nenhum deles é ainda suficientemente forte que nos permita atuar exclusivamente. Daí termos uma forte percepção de que as soluções técnicas adotadas nas máquinas usadas pelos três grupos, unidas, poderiam ser muito mais eficazes. Aqui nasce nossa ideia. Em função disso, propomos um novo conceito de produção e venda de sorvetes com o objetivo de atingir esses três mercados, num único equipamento. O problema consiste em como fazer essa união de forma que esse equipamento e o sorvete produzido por ele sejam percebidos como novidade absoluta e extremamente vantajosa, tanto pelos produtores quanto pelos consumidores. Para enfrentar esse desafio, dada a nossa convicção de que enxergamos uma possível solução inédita, evidenciamos três focos de pesquisa necessários: Foco 1) Eficiência produtiva. Consiste no estudo da substituição dos sistemas separados de pasteurização, homogeneização, batimento e congelamento de sorvetes por um sistema único e compacto, que engloba todos os processos, com drástica redução de custos e baixo índice de consumo energético. Foco 2) Impacto comercial/visual. Consiste no estudo da decoração/embalagem automatizada do sorvete, capaz de transformar um modelo 3D feito em computador para seu formato real, dosando o sorvete sobre uma mesa servo comandada que se movimenta em 3 eixos, em substituição aos métodos manuais atualmente utilizados para decorar sorvetes e aos equipamentos industriais de alto custo para envase. Foco 3) Sustentabilidade. Consiste no estudo da higienização dos mecanismos internos do equipamento (e não somente das partes em contato com o sorvete), da incorporação de unidades de tratamento de efluentes e condensação do gás refrigerante, além da utilização de materiais compostos, sistemas construtivos e embalagem (do equipamento) reutilizáveis, em substituição à atual concepção de máquinas para sorvete, pouco higiênicas e pouco voltadas à sustentabilidade industrial. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Tecnologia e <i>design</i> na produção de sorvetes 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)