Busca avançada
Ano de início
Entree

A terapia a laser de baixa intensidade na neuroplasticidade e recuperação funcional da lesão medular

Processo: 12/24680-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Carla Christina Medalha
Beneficiário:Carla Christina Medalha
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Claudia Muniz Renno
Assunto(s):Modalidades de fisioterapia  Terapia a laser de baixa intensidade  Traumatismos da medula espinal  Plasticidade neuronal  Resposta inflamatória  Imuno-histoquímica 

Resumo

A terapia a laser de baixa intensidade (LLLT) tem sido proposta como um potencial agente de tratamento após lesões do Sistema Nervoso Central e Periférico. O objetivo do presente estudo é investigar os efeitos da terapia a laser na regeneração e na plasticidade da medula espinal após a lesão traumática e sobre a recuperação funcional sensorial e motora. Para isso ratos Sprague Dawley machos de 8 semanas de idade serão submetidos a lesão medular por contusão e estudados em dois experimentos. No experimento 1 o objetivo será obter o melhor parâmetro do laser sobre a modulação da resposta inflamatória medular e formação de cicatriz glial. Três grupos de animais (n=10) serão lesados pelo equipamento Impactor, a uma força de 150Kdin. Um grupo será o controle e dois grupos serão tratados com duas doses (100 J/cm2 e 200 J/cm2) do LLLT de Arseneto de Galio e Alumínio (GaAlAs) com comprimento de onda de 808nm, potência de 100 mW por 15 dias. A dose com melhores resultados será utilizada no experimento 2. No segundo experimento o objetivo será identificar efeitos do LLLT sobre a plasticidade da medula espinal, a diferentes intervalos temporais após lesão. Seis grupos de animais (n=10 cada) serão lesados e divididos da seguinte forma: Grupo 1: Controle 4 semanas (CTR4) - Animais lesados, sacrificados após 4 semanas; Grupo 2: Tratados e sacrificados após 4 semanas (LLLT4) - Animais lesados, tratados com laser 15 dias, sacrificados após 4 semanas; Grupo 3: Controle 8 semanas (CTR8) - Animais lesados, sacrificados após 8 semanas; Grupo 4: Tratados e sacrificados após 8 semanas (LLLT8) - Animais lesados, tratados com laser 15 dias, sacrificados após 8 semanas; Grupo 5: Controle 12 semanas (CTR12) - Animais lesados, sacrificados após 12 semanas; Grupo 6: Tratados e sacrificados após 12 semanas (LLLT12) - Animais lesados, tratados com laser 15 dias, sacrificados após 12 semanas. Em ambos experimentos as mudanças morfológicas e funcionais no sítio da lesão e na região lombar serão acompanhadas pela analise imunohistoquímica e coloração de Nissl. As análises funcionais utilizadas serão as escala de Basso, Beattie e Bresnahan (BBB) para atividade motora geral, o Grid Test para coordenação, o teste sensorial com filamentos de Von Frey (sensibilidade tátil), e o hot plate test (sensibilidade térmico-dolorosa) e análise cinemática computadorizada da marcha dos animais. (AU)