Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo epidemiológico de base populacional sobre hepatites C e B em Cássia dos Coqueiros, São Paulo, Brasil

Processo: 12/51264-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Afonso Dinis Costa Passos
Beneficiário:Afonso Dinis Costa Passos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de risco  Hepatite B  Hepatite C  Epidemiologia 

Resumo

As infecções pelos vírus das hepatites B e C se mantêm como importante causa de morbidade e mortalidade mundial. De modo particular, a hepatite C vem assumindo cada vez mais relevância em função da sua grande capacidade de cronificação e da inexistência de vacina específica. Assim, tornam-se imprescindíveis estudos de campo em larga escala, abrangendo populações variadas, com vistas a estabelecer a situação epidemiológica dessas enfermidades. Objetiva-se estudar a ocorrência de hepatites virais dos tipos C e B na população com idade igual ou superior a 18 anos no município de Cássia dos Coqueiros. Trata-se de investigação epidemiológica que será conduzida mediante utilização de modelo transversal, buscando medir prevalências das hepatites C e B e presença de fatores de risco. Será também estudada a incidência de hepatite B nos últimos 25 anos, comparando-se com os resultados obtidos em estudo semelhante realizado entre 1986 e 1990. Serão incluídos todos os habitantes de Cássia dos Coqueiros com idade igual ou superior a 18 anos de idade que concordem em participar do estudo. Como parte de uma investigação epidemiológica em curso em Cássia dos Coqueiros, dos seus habitantes com idade igual ou superior a 18 anos foi obtida uma amostra de 30 ml sangue. Essas amostras serão testadas para detecção de marcadores sorológicos das hepatites C e B mediante uso de técnicas imunoenzimáticas. As positivas serão submetidas a técnicas de biologia molecular para detecção viral e genotipagem. Será aplicado um questionário específico, abordando variáveis de natureza demográfica, socioeconômica e relativas a fatores de risco. As informações serão submetidas à análise univariada, buscando-se existência de associações entre fatores de risco e marcadores sorológicos dos diferentes tipos de hepatites virais pesquisadas. As variáveis que demonstrarem evidências de tais associações serão posteriormente submetidas a análises multivariadas, mediante aplicação de modelos log binomial (AU)