Busca avançada
Ano de início
Entree

There is no relationship between paraoxonase serum level activity in women with endometriosis and the stage of the disease: an observational study

Processo: 13/12427-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Bianca Alves Vieira Bianco
Beneficiário:Bianca Alves Vieira Bianco
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Ginecologia  Reprodução humana  Endometriose  Estresse oxidativo  Infertilidade feminina  Paraoxonase  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

A endometriose é uma doença crônica, cuja fisiopatologia é desconhecida, mas há evidências sugerindo uma ligação com o estresse oxidativo. Paraoxonase é uma enzima que circula no soro associado a lipoproteínas de alta densidade (HDL). Atua protegendo HDL e LDL da peroxidação lipídica. Nosso objetivo foi comparar os níveis séricos de atividade PON-1 em mulheres com endometriose em diferentes estágios da doença (mínima/leve e moderada /grave). 80 mulheres inférteis com endometriose diagnosticada por laparoscopia/laparotomia com confirmação histológica da doença foram divididos de acordo com a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, em classificação mínima/leve (n=33) e moderada/grave (n=47). Atividade paraoxonase e atividade arilesterase foram medidos por espectrofotometria. Índice de massa corporal e os níveis de glicose em jejum também foram determinados. A atividade da paraoxonase foram 191,29 ± 22,41 U/l em mulheres com endometriose mínima/leve e 224,85 ± 21,50 U/l em mulheres com doença moderada/grave (p=0,274). Considerando o nível arilesterase, os resultados mostraram 89,82 ± 4,61 U/l em mulheres com endometriose mínima/leve e 90,78 ± 3,43 U/l na doença moderada/grave (p=0,888). A evidência de atividade paraoxonase menor em mulheres com endometriose não foi encontrado neste estudo. Além disso, nenhuma diferença foi encontrada considerando endometriose mínima/leve ou moderada/grave. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRAGATTO, FELIPE BARCA; BARBOSA, CAIO PARENTE; CHRISTOFOLINI, DENISE MARIA; PELUSO, CARLA; DOS SANTOS, ALINE AMARO; MAFRA, FERNANDA ABANI; CAVALCANTI, VIVIANE; HIX, SONIA; BIANCO, BIANCA. There is no relationship between Paraoxonase serum level activity in women with endometriosis and the stage of the disease: an observational study. Reproductive Health, v. 10, JUN 22 2013. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.