Busca avançada
Ano de início
Entree

Cidades pequenas do Estuário do Rio Amazonas e sua importância para os fluxos econômicos e redes sociais

Processo: 13/50176-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Sandra Maria Fonseca da Costa
Beneficiário:Sandra Maria Fonseca da Costa
Pesq. responsável no exterior: Efi Foufoula Georgiou
Instituição no exterior: University of Minnesota (U of M), Estados Unidos
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/07574-8 - Cidades pequenas do estuário do Rio Amazonas e sua importância para os fluxos econômicos e redes sociais, BP.TT
14/15843-6 - Cidades pequenas do estuário do Rio Amazonas e sua importância para os fluxos econômicos e redes sociais, BP.TT
13/17508-7 - A importância das pequenas cidades na rede urbana da Amazônia: crescimento urbano, infraestrutura e políticas públicas, BP.TT
13/17434-3 - A importância das pequenas cidades na rede urbana da Amazônia: crescimento urbano, infraestrutura e políticas públicas, BP.TT
Assunto(s):Infraestrutura urbana  Atividade econômica  Fluxo econômico  Açaí  Cidades pequenas  Amazônia  Estuários 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/science_of_the_amazon_39_86_87.pdf

Resumo

A intensificação do processo de urbanização na Amazônia, verificado nas últimas décadas, causou muitas transformações sócio-espacial-ambientais. Entre estas mudanças está a emergência das cidades como importante elemento dentro do espaço regional. Predominantemente, estas cidades são pequenos aglomerados urbanos, com menos de vinte mil habitantes, que se emanciparam recentemente ou foram fundadas há muitos anos, "possuem fraca ou nenhuma infra-estrutura, têm como base econômica o repasse de recursos públicos e, embora apresentem a estrutura de cidade, carecem de atividades econômicas caracterizadas como urbanas" (Oliveira, 2006). Em relação à cidade de ponta de Pedras, localizada na ilha de Marajó, há uma importância dessa cidade como conectora de fluxos econômicos, principalmente vinculado ao açaí, assim como funciona como um nó em uma rede de relações sociais, que se estabelecem entre o urbano e as comunidades ribeirinhas. Nesse sentido, esse projeto proposto pretende realizar um estudo de uma cidade considerada de pequeno porte, porém fortemente ligada tanto à economia do açaí, como à rede urbana regional, localizada no estado do Pará, na região do estuário do rio Amazonas: Ponta de Pedras, segundo município brasileiro produtor de açaí. Essa cidade foi selecionada para podermos fazer o contraponto da interdependência entre a economia rural e urbana deste município e suas implicações para crescimento urbano e, ao mesmo tempo, tentarmos estabelecer perfis de moradores urbanos de pequenas cidades na Amazônia, em função da situação econômica do município. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Evalúan en un estudio el impacto del crecimiento desordenado en el delta del Amazonas 
Estudo avalia impacto do crescimento desordenado no delta do Amazonas