Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento dos determinantes estruturais da proteína Rtg2p, envolvidos na sinalização retrógrada e no envelhecimento de Saccharomyces cerevisiae

Processo: 13/00586-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:José Ribamar dos Santos Ferreira Júnior
Beneficiário:José Ribamar dos Santos Ferreira Júnior
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento  Saccharomyces cerevisiae  Leveduras  Mutagênese sítio-dirigida  Mitocôndrias 

Resumo

Células da levedura Saccharomyces cerevisiae adaptam-se ao estado fisiológico de suas mitocôndrias, ativando a transcrição de genes nucleares, uma comunicação interorganelas conhecida como sinalização retrógrada. Essa sinalização é controlada pelo complexo de fatores de transcrição Rtg1p-Rtg3p. Alta atividade mitocondrial mantém essas proteínas sequetradas no citoplasma, enquanto que, em células com disfunção nas mitocôndrias, o complexo migra para o núcleo, onde ativa a transcrição de genes envolvidos na produção de a-cetoglutarato, o precursor de glutamato. A proteína Rtg2p é um modulador positivo deste sistema que, ao se ligar ao fator negativo Mks1p, permite que o complexo Rtg1/3p desloque-se para o núcleo. Embora tenha homologia com exopolifosfatases, possua domínio N-terminal importante para sua função e participe dos mecanismos de envelhecimento em levedura, nenhum mapeamento estrutural detalhado foi realizado em Rtg2p. O objetivo deste trabalho é identificar os determinantes estruturais de Rtg2p, envolvidos na sinalização retrógrada e no envelhecimento de S. cerevisiae. Serão realizados seccionamentos na proteína e produzidos mutantes pontuais através de desenho racional por análise de comunidades de aminoácidos correlacionados. A função dessas proteínas mutantes será analisada tanto para a sinalização retrógrada quanto para o envelhecimento replicativo. Os resultados deste trabalho poderão ter implicações com funções mitocondriais envolvidas nos processos de envelhecimento, morte celular programada e com doenças neurodegenerativas causadas por deficiência mitocondrial. (AU)