Busca avançada
Ano de início
Entree

Silenciamento gênico pós-transcricional por interferência por RNA (RNAi) como terapia antiviral para a raiva

Resumo

A raiva é uma zoonose de evolução 100% letal e continua um problema de saúde pública. O protocolo atual utilizado para tratamento da raiva humana propõe o uso de antivirais como quetamina, ribavirina, midazolam e amantadina, mas a falta de reprodutibilidade do sucesso do mesmo em pacientes humanos é um problema atual. Este projeto tem por objetivos testar in vitro em células da linhagem BHK-21 protocolos antivirais baseados em interferência por RNA (RNAi) utilizando short-interfering RNAs (siRNAs) contra a sequência-líder e conta mRNA da nucleoproteína (N) de amostras de vírus da raiva (RABV) fixa (PV) e duas amostras de campo (isoladas de cão e de bovino) com diferentes doses letais e protocolos de transfecção, aplicando-se a seguir in vivo em camundongos o protocolo mais eficiente também frente às três cepas virais por administração de siRNA via intra-craniana, medindo-se as eficiências de inibição in vitro e in vivo por imunofluorescência direta e PCR quantitativa para mRNA de N, além de se avaliarem possíveis efeitos tóxicos por meio de PCR quantitativa para mRNA de Beta-actina. Pretende-se com isto contribuir para o desenvolvimento de antivirais que possam ser somados àqueles já existentes para aprimorar o tratamento de pacientes com raiva e diminuir a letalidade da doença. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DURYMANOVA ONO, EKATERINA ALEXANDROVNA; TANIWAKI, SUELI AKEMI; BRANDAO, PAULO. Short interfering RNAs targeting a vampire-bat related rabies virus phosphoprotein mRNA. Brazilian Journal of Microbiology, v. 48, n. 3, p. 566-569, JUL-SEP 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.