Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos protetores induzidos pela vacinação de camundongos com anticorpos de fusão capazes de direcionar proteínas do vírus da dengue para células dendríticas

Processo: 13/11442-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Silvia Beatriz Boscardin
Beneficiário:Silvia Beatriz Boscardin
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Luis Carlos de Souza Ferreira
Assunto(s):Vírus da dengue  Imunização  Células dendríticas  Anticorpos monoclonais  Linfócitos T CD4-positivos  Imunidade inata 

Resumo

As células dendríticas (DCs) possuem importância crítica na interação entre o sistema imune inato e adaptativo, fagocitando antígenos e apresentando-os para linfócitos, sendo capazes de induzir tolerância ou fortes respostas adaptativas contra os patógenos. Esta propriedade faz com que estas células sejam um interessante alvo para o desenvolvimento de novas estratégias vacinais. Nos últimos 4 anos, implantamos pela primeira vez no Brasil uma estratégia que visa o direcionamento de antígenos para as DCs in vivo. Esta estratégia consiste na utilização de um anticorpo monoclonal (mAb) contra um receptor presente na superfície da DC em fusão com o antígeno de interesse. A administração de baixas doses do mAb de fusão, na presença de estímulos de maturação para as DCs, é capaz de ativar células T antígeno-específicas e induzir a produção de altos títulos de anticorpos contra o antígeno. Atualmente as DCs constituem uma população de células bastante heterogênea. Alguns marcadores de superfície são capazes de definir subpopulações que possuem capacidades diferentes para processar e apresentar antígenos, sendo esta capacidade diferencial a responsável pela ativação de populações específicas de células T. Em projeto anterior (ver artigo submetido em "outros documentos" no SAGE), fomos capazes de direcionar a proteína não-estrutural 1 (NS1) do vírus da dengue para duas subpopulações de DCs. O direcionamento do antígeno para a população que expressa o receptor endocítico DEC205 induziu forte resposta imune anti-NS1 e foi capaz de proteger animais contra um desafio com o vírus DENV-2 (cepa NGC), quando utilizamos poly I:C como adjuvante. Esta resposta parece ser mediada principalmente por linfócitos T, porém a participação dos anticorpos na patogenia ou proteção também precisa ser estudada em maiores detalhes. Com o intuito de estudar melhor a resposta mediada por pelos linfócitos T, pretendemos mapear o(s) epitopo(s) específico(s) presente(s) na NS1 que é (são) responsáveis pela geração das células T CD4+ específicas e protetoras em nosso modelo. O papel dos anticorpos anti-NS1 na proteção ou patogenia da doença será estudado através de ensaios de transferência passiva e através da análise da função plaquetária nos animais imunizados. Além da proteína NS1, a proteína do envelope (E) do vírus da dengue também é alvo do sistema imune e anticorpos que a reconhecem podem ter atividade neutralizante. Por outro lado, há relatos de que tais anticorpos podem também ter efeito deletério e contribuir para a patogenia da doença. Para estudar o papel dos anticorpos anti-E em nosso modelo de direcionamento, pretendemos gerar mAbs de fusão (±DEC ou ±DCIR2) com a proteína E e avaliar cada componente de resposta imune anti-E na proteção e/ou patogenia da doença. Em resumo, neste projeto pretendemos então analisar o papel das respostas imunes celular e humoral na proteção ou na patogenia da dengue quando as proteínas NS1 e E são direcionadas para duas populações distintas de DCs. (AU)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZANETI, ARTHUR BARUEL; YAMAMOTO, MARCIO MASSAO; SULCZEWSKI, FERNANDO BANDEIRA; ALMEIDA, BIANCA DA SILVA; SANTOS SOUZA, HIGO FERNANDO; FERREIRA, NATALIA SOARES; NASCIMENTO FABRIS MAEDA, DENICAR LINA; SALES, NATIELY SILVA; ROSA, DANIELA SANTORO; DE SOUZA FERREIRA, LUIS CARLOS; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ. Dendritic Cell Targeting Using a DNA Vaccine Induces Specific Antibodies and CD4(+) T Cells to the Dengue Virus Envelope Protein Domain III. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 10, JAN 29 2019. Citações Web of Science: 3.
ANTONIALLI, RENAN; SULCZEWSKI, FERNANDO BANDEIRA; DA SILVA AMORIM, KELLY NAZARE; ALMEIDA, BIANCA DA SILVA; FERREIRA, NATALIA SOARES; YAMAMOTO, MARCIO MASSAO; SOARES, IRENE SILVA; DE SOUZA FERREIRA, LUIS CARLOS; ROSA, DANIELA SANTORO; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ. CpG Oligodeoxinucleotides and Flagellin Modulate the Immune Response to Antigens Targeted to CD8 alpha(+) and CD8 alpha(-) Conventional Dendritic Cell Subsets. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, DEC 4 2017. Citações Web of Science: 8.
APOSTOLICO, JULIANA DE SOUZA; SANTOS LUNARDELLI, VICTORIA ALVES; YAMAMOTO, MARCIO MASSAO; SANTOS SOUZA, HIGO FERNANDO; CUNHA-NETO, EDECIO; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ; ROSA, DANIELA SANTORO. Dendritic Cell Targeting Effectively Boosts T Cell Responses Elicited by an HIV Multiepitope DNA Vaccine. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, FEB 7 2017. Citações Web of Science: 10.
AMORIM, KELLY N. S.; RAMPAZO, ELINE V.; ANTONIALLI, RENAN; YAMAMOTO, MARCIO M.; RODRIGUES, MAURICIO M.; SOARES, IRENE S.; BOSCARDIN, SILVIA B. The presence of T cell epitopes is important for induction of antibody responses against antigens directed to DEC205(+) dendritic cells. SCIENTIFIC REPORTS, v. 6, DEC 21 2016. Citações Web of Science: 8.
SANTOS SOUZA, HIGO FERNANDO; ALMEIDA, BIANCA DA SILVA; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ. Early dengue virus interactions: the role of dendritic cells during infection. VIRUS RESEARCH, v. 223, p. 88-98, SEP 2 2016. Citações Web of Science: 5.
AMORIM, KELLY N. S.; CHAGAS, DANIELE C. G.; SULCZEWSKI, FERNANDO B.; BOSCARDIN, SILVIA B. Dendritic Cells and Their Multiple Roles during Malaria Infection. CLINICAL & DEVELOPMENTAL IMMUNOLOGY, 2016. Citações Web of Science: 9.
APOSTOLICO, JULIANA DE SOUZA; SANTOS LUNARDELLI, VICTORIA ALVES; COIRADA, FERNANDA CAROLINE; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ; ROSA, DANIELA SANTORO. Adjuvants: Classification, Modus Operandi, and Licensing. CLINICAL & DEVELOPMENTAL IMMUNOLOGY, 2016. Citações Web of Science: 35.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.