Busca avançada
Ano de início
Entree

Os impactos econômicos da difusão de novas variedades de milho GM sobre o sistema de logística brasileiro: implicações do processo de segregação

Processo: 13/09248-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Andréa Leda Ramos de Oliveira
Beneficiário:Andréa Leda Ramos de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Pesq. associados:Akebo Yamakami ; Augusto Mussi Alvim ; Bruna Fernanda Ribeiro Lopes ; Jamile de Campos Coleti ; José Maria Ferreira Jardim da Silveira
Assunto(s):Logística  Armazenamento agrícola  Agronegócio  Difusão de tecnologia 

Resumo

A presente proposta procura evidenciar a complexidade das questões envolvendo o agronegócio brasileiro ao discutir as condições para implantação de Sistemas de Preservação de Identidade (SPI) de grãos que atendam às exigências originadas a partir da difusão de cultivares geneticamente modificadas no Brasil. A dificuldade não reside apenas nos custos e nos impactos diferenciais da implantação desses sistemas nas distintas regiões produtoras/exportadoras de grãos do País, mas também na constatação das limitações originadas pela inércia criada pelo processo de commoditização das exportações associada aos procedimentos utilizados para garantir as mesmas em condições de fragilidade da infraestrutura de transporte e armazenagem. Isto posto, o objetivo desta pesquisa é analisar o efeito da segregação do milho na logística de transporte e armazenagem do Brasil, especialmente do milho geneticamente modificados, a partir das diretrizes do Protocolo de Cartagena de Biossegurança (PCB), bem como os desdobramentos na competitividade no mercado internacional. O tratamento do problema proposto exige a busca de novas ferramentas analíticas e simulação de cenários. Assim, a proposta é desenvolver um modelo de equilíbrio espacial apresentado sob a forma de um Problema de Complementaridade Mista (PCM). Espera-se, num primeiro momento, obter resultados que reflitam a realidade do setor e os principais gargalos do segmento logístico para tais produtos. E, em um segundo momento, buscar-se-á alternativas para que se possam inferir cenários futuros para análise da competitividade dos produtos segregados através de melhorias dos sistemas de transportes associados a novos projetos viários, assim como, viabilizar o fomento de um aparato regulatório mais favorável para as atividades de P&D na agricultura. (AU)