Busca avançada
Ano de início
Entree

Cálculo de irradiância, exposição radiante e índice ultravioleta para proteção ocular

Processo: 13/08038-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Mauro Masili
Beneficiário:Mauro Masili
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Liliane Ventura Schiabel
Assunto(s):Raios ultravioleta  Exposição a radiação  Dispositivos de proteção dos olhos  Óculos de sol  Protetores solares  Normas de segurança 

Resumo

Este projeto tem como principal objetivo o cálculo da irradiância e da exposição radiante (algumas vezes referida como dose) para o espectro ultravioleta da radiação solar, visando a garantia de proteção ocular pelos óculos de sol. A motivação para estes cálculos é que a norma brasileira NBR15111:2004 normatiza os testes dos óculos escuros e da qualidade dos seus filtros UV. Para este último, a norma estabelece que deve-se irradiar os óculos de sol por 25 horas contínuas, utilizando um simulador solar. O principal inconveniente desse teste é que, por ser derivado das normas europeia e australiana, não há evidência de que essas 25 horas de simulação de exposição dos óculos ao sol sejam adequadas ou mesmo corretas para o Brasil. Assim, não se sabe a correlação entre o tempo de exposição no simulador e o tempo de exposição ao sol. Dessa forma, o teste de durabilidade da proteção UV das lentes, que visa determinar a partir de que momento ocorre uma deterioração relevante dos filtros, fica prejudicado. É importante determinar acuradamente essa correlação pois pode haver variações para diferentes localidades, especialmente no Brasil, por sua extensão continental. Os cálculos propostos para todas as cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes (576 localidades) darão suporte à comissão de revisão da NBR15111:2004 para o seu aperfeiçoamento. Os resultados obtidos terão impacto potencial na indústria e no mercado de óculos escuros no sentido de incrementar o controle, qualidade e fiscalização dos produtos comercializados, visando a segurança e proteção da saúde ocular da população brasileira. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Teste de qualidade de óculos de sol precisa ser revisto, aponta estudo 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MASILI, MAURO; VENTURA, LILIANE. Local Tilt Optimization of Photovoltaic Solar Panels for Maximum Radiation Absorption. INTERNATIONAL JOURNAL OF PHOTOENERGY, v. 2019, NOV 14 2019. Citações Web of Science: 0.
MASILI, MAURO; DUARTE, FERNANDA OLIVEIRA; WHITE, CHRISTOPHER C.; VENTURA, LILIANE. Degradation of sunglasses filters after long-term irradiation within solar simulator. ENGINEERING FAILURE ANALYSIS, v. 103, p. 505-516, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.
MASILI, MAURO; VENTURA, LILIANE. Equivalence between solar irradiance and solar simulators in aging tests of sunglasses. BIOMEDICAL ENGINEERING ONLINE, v. 15, AUG 26 2016. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.