Busca avançada
Ano de início
Entree

Território usado e acumulação por espoliação: expropriação de terras e produção agrícola moderna no Brasil e Argentina

Processo: 13/09143-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2013 - 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Samuel Frederico
Beneficiário:Samuel Frederico
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Bernardo Mançano Fernandes ; Gabriela Inés Maldonado ; Jose Gilberto de Souza ; Marina Bustamante
Bolsa(s) vinculada(s):14/17591-4 - Capital financeiro e recursos territoriais: mapeamento dos investimentos financeiros no campo brasileiro e argentino, BP.TT
13/21699-2 - Capital financeiro e recursos territoriais: mapeamento dos investimentos financeiros no campo brasileiro e argentino, BP.TT
Assunto(s):Geografia econômica  Acumulação por espoliação  Produção agrícola  Posse da terra  Capital (economia)  Globalização  Brasil  Argentina 

Resumo

O objetivo do projeto de pesquisa é analisar como o uso do território brasileiro e argentino pelos grandes grupos financeiros, por meio da apropriação de terras e da produção agrícola moderna, constituem-se como renovadas formas de acumulação por espoliação, levando à expropriação de outros modos de produção e reprodução social e à consequente especialização territorial produtiva. Por serem os maiores produtores e exportadores agrícolas do Hemisfério Sul e possuem grande disponibilidade de terras agriculturáveis, a análise das formações sócio-espaciais brasileira e argentina permitirá verificar as similaridades e particularidades do fenômeno mundial de expropriação de terras e produção agrícola pelo capital financeiro, em parceria com empresas nacionais, transnacionais e Estados. (AU)