Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação biomecânica e muscular em equinos atletas treinados com rédea pessoa

Processo: 13/13472-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2013 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Pesquisador responsável:Kátia de Oliveira
Beneficiário:Kátia de Oliveira
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Pesq. associados:Ricardo Velludo Gomes de Soutello
Assunto(s):Equitação  Treinamento físico  Biomecânica  Equinos  Cavalos  Análise de variância 

Resumo

As rédeas auxiliares têm sido empregadas às rotinas de exercícios, por trabalharem no engajamento e na musculatura dorsal dos equinos, além de abreviarem o tempo necessário de treino. Atualmente, os treinamentos realizados nos cavalos atletas, estão fundamentados no estudo da "ciência da equitação", que durante muitos séculos, tem sido transmitida de pais para filhos, sendo ainda intuitiva e empírica. Desta forma, o estudo objetivará avaliar o emprego da rédea Pessoa em comparação a rédea simples, no treinamento à guia de cavalos, por meio da análise biomecânica linear e biométrica muscular. Serão utilizados doze equinos atletas, divididos em dois tratamentos, rédea Simples (grupo controle) e rédea Pessoa. Os cavalos serão treinados com os redeamentos duas vezes por semana, durante três meses e o delineamento experimental utilizado será inteiramente casualizado, com seis repetições por tratamento. As variáveis serão mensuradas, antes do início do experimento e três meses após o treinamento, consistindo das avaliações cinemáticas lineares, comprimento da passada (cm) distância de pegadas (cm) e biométricas musculares, espessura (cm) do longissimus dorsi e área transversal dos músculos (cm2), gluteus medius, biceps femoris, semitendinosus e musculus multifidus. As variáveis serão avaliadas quanto à normalidade de distribuição, usando o teste Kolmogorov-Smirnov e as variáveis não distribuídas normalmente serão transformadas em log. O coeficiente de variação será usado para expressar a quantidade de variabilidade nas variáveis. As variáveis relacionadas à biomecânica linear e à biometria muscular serão submetidas a análise de variância do programa computacional Statistical Analysis System (SAS, 2000). As comparações entre médias serão feitas pelo teste de Tukey. Para as variáveis obtidas antes e depois no mesmo cavalo serão comparadas por meio do teste "t" pareado. Os testes estatísticos usarão probabilidade de 5 %. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KÁTIA DE OLIVEIRA; RICARDO VELLUDO GOMES DE SOUTELLO; RICARDO DA FONSECA; ANDRÉA MACHADO LOPES; PAULO CÉSAR DA SILVA SANTOS; JULIANA MARA FREITAS SANTOS; ANA CRISTINA MASSARELLI; JULIANA SILVA RODRIGUES; JOÃO HENRIQUE DA SILVA VERA. Biometry by ultrasonography of the epaxial and pelvic musculature in equines trained with Pessoa's rein. Ciência Rural, v. 44, n. 11, p. -, Nov. 2014.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.