Busca avançada
Ano de início
Entree

Apoio à infraestrutura laboratorial da EMBRAPA Instrumentação

Processo: 13/17818-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:João de Mendonça Naime
Beneficiário:João de Mendonça Naime
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos para a pesquisa  Infraestrutura  Reserva técnica  Equipamentos e provisões  Laboratórios 

Resumo

A Embrapa Instrumentação é um centro de pesquisa de caráter temático e de âmbito nacional. Sua equipe de pesquisadores funcionários da Embrapa é composta por 30 doutores que orientam cerca de 150 alunos de graduação, mestrado, doutorado e supervisões de pós-doutorado. A Unidade conquistou liderança em duas redes nacionais de pesquisa, uma em nanotecnologia aplicada à agropecuária, que reúne cerca de 180 pesquisadores, e a outra rede em agricultura de precisão, com 214 pesquisadores. Além dessas duas amplas linhas de pesquisa, a Unidade atua em manejo e conservação do solo e da água, pós-colheita, agroenergia e meio ambiente. Hoje a Unidade possui dois prédios localizados em único local no centro da cidade e um prédio, Laboratório de Referência Nacional em Agricultura de Precisão (Lanapre), em campo experimental localizado na fazenda da Embrapa Pecuária Sudeste, a 9 km de distância do endereço central. A Unidade conta um diversificado rol de laboratórios que desenvolvem projetos apoiados pela FAPESP e que utilizam técnicas da Física, Química, Ciências Agrárias e das Engenharias para desenvolver metodologias e equipamentos que exploram um amplo espectro de radiações eletromagnéticas, desde a radiofrequência dos pulsos de RMN até radiações ionizantes das tomografias de raios X e gama, passando por infravermelho, pelas luzes visíveis do laser, da fototérmica e da fotoacústica, e por ultravioleta. Os laboratórios são os seguintes: Nanotecnologia (processamento de materiais, síntese de materiais, caracterização de materiais, sensores e biossensores); Óptica e fotônica; Técnicas nucleares; RMN; Fotoacústica e fototérmica; Pós-colheita; Imagem e modelamento; Eletrônica e desenvolvimento; Mecânica de precisão; Amostras biológicas; Tecnologia de borracha; Microscopias (AFM e SEM); Pulverização de precisão, Agroenergia. Equipamentos como cromatógrafos líquido e gasoso, espectrofotômetro de massa, analisador elementar CHN/CHNS, absorção atômica, espectrômetro de infravermelho, microscópio de força atômica, viscosímetro, reômetro rotacional, reômetro de torque, extrusora, máquina para filmes Mathis, deionizador, sputter coater, nariz eletrônico, calorimetria exploratória diferencial, reator lift, biorreator, spin coating, máquina de ensaios mecânicos, analisador de área superficial, etc. demandam linhas de gases especiais instaladas de acordo com normas para prover o funcionamento adequado e seguro para os usuários e o patrimônio. Atualmente, alguns desses equipamentos estão operando de forma improvisada com cilindros de gases no interior dos laboratórios devido à falta de infraestrutura adequada e também que aguardavam os novos laboratórios serem construídos. A área instalada de laboratórios dos prédios do centro que necessitam de linhas de gases especiais totalizam 2.011 m2. [...] Portanto, o objetivo deste projeto é obter os recursos necessários para a contratação do serviço de elaboração do projeto de linha de gases da Embrapa Instrumentação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.