Busca avançada
Ano de início
Entree

Predicting adverse events in patients with acute coronary syndrome: an examination of the role of depression and autonomic imbalance

Resumo

As doenças cardiovasculares (DCV) - a principal causa de síndrome coronariana aguda (SCA) - e a depressão são hoje líderes causadores de doença, e isso está previsto a agravar-se até 2030. Criticamente, há um reconhecimento crescente de que esses distúrbios estão relacionados: a depressão está associada independentemente com morbidade e mortalidade, e é comum entre os pacientes com doenças cardiovasculares. Um mecanismo específico considerado risco para o aumento da mortalidade, é o desequilíbrio autonômico indexado pela redução na variabilidade da frequência cardíaca (VFC). O sistema nervoso autonômico está bem adaptado para desempenhar um papel chave na regulação e sinalização inflamatória dada a sua ação precisa e rápida, desta forma a inflamação aguda permanece contida e a propagação da inflamação para a corrente sanguínea é prevenida. A nossa proposição é explorar o impacto da depressão sobre os resultados adversos e sua relação com a variabilidade da frequência cardíaca na previsão de tais resultados, em comparação com outros marcadores de risco estabelecidos em um estudo de coorte longitudinal de pacientes com SCA. Este projeto é resultado da forte colaboração de pesquisa em São Paulo, Brasil; juntamente com um especialista e líder mundial na variabilidade da frequência cardíaca em Columbus, Ohio, EUA. A pesquisa é facilitada por um professor visitante da Universidade de Sydney, Austrália (Kemp) na USP de São Paulo, ele conduzirá a pesquisa juntamente com os investigadores princiapsis (Bensenor & Thayer). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KEMP, ANDREW H.; KOENIG, JULIAN; THAYER, JULIAN F. From psychological moments to mortality: A multidisciplinary synthesis on heart rate variability spanning the continuum of time. NEUROSCIENCE AND BIOBEHAVIORAL REVIEWS, v. 83, p. 547-567, DEC 2017. Citações Web of Science: 22.
KEMP, ANDREW H.; RODRIGUEZ LOPEZ, SANTIAGO; PASSOS, VALERIA M. A.; BITTENCOURT, MARCIO S.; DANTAS, EDUARDO M.; MILL, JOSE G.; RIBEIRO, ANTONIO L. P.; THAYER, JULIAN F.; BENSENOR, ISABELA M.; LOTUFO, PAULO A. Insulin resistance and carotid intima-media thickness mediate the association between resting-state heart rate variability and executive function: A path modelling study. BIOLOGICAL PSYCHOLOGY, v. 117, p. 216-224, MAY 2016. Citações Web of Science: 13.
KEMP, ANDREW H.; BRUNONI, ANDRE R.; SANTOS, ITAMAR S.; NUNES, MARIA A.; DANTAS, EDUARDO M.; DE FIGUEIREDO, ROBERTA CARVALHO; PEREIRA, ALEXANDRE C.; RIBEIRO, ANTONIO L. P.; MILL, JOSE G.; ANDREAO, RODRIGO V.; THAYER, JULIAN F.; BENSENOR, ISABELA M.; LOTUFO, PAULO A. Effects of Depression, Anxiety, Comorbidity, and Antidepressants on Resting-State Heart Rate and Its Variability: An ELSA-Brasil Cohort Baseline Study. American Journal of Psychiatry, v. 171, n. 12, p. 1328-1334, DEC 2014. Citações Web of Science: 69.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.